A situação política da atual prefeita e candidata à reeleição no Conde, Márcia Lucena (PSB), está se complicando cada vez mais. Além de ter problemas com à Justiça, com o seu envolvimento em uma Organização Criminosa (Orcrim) que desviou mais de R$ 134 milhões dos cofres públicos, onde chegou a ser presa e atualmente usa tornozeleira eletrônica e cumpre medidas cautelares, Márcia Lucena começa a “perder” apoios políticos, o que mostra sua fragilidade na campanha à reeleição.

Nesta sexta-feira (30), a Associação de Imprensa do Conde (ACI) realizou um debate entre os prefeitáveis na Câmara Municipal, em um horário que Márcia Lucena pudesse estar presente (pois cumpre medidas cautelares e tem que está até às 20h em sua residência por ordem da Justiça), mas mesmo assim, a atual gestora “fugiu” do debate e não compareceu. Essa atitude de Márcia Lucena mostra a sua fragilidade em debater com os demais candidatos e enfrentar possíveis questionamentos sobre seu envolvimento com a Orcrim que levou à sua prisão.

Diante deste cenário tenebroso de Márcia Lucena, alguns poucos aliados políticos começam a abandonar sua campanha. Prova disso, é uma foto que circula nas redes sociais de que o vereador e candidato à reeleição, Kaka do PSB, possivelmente já abandonou Márcia Lucena e aderiu a campanha de Karla Pimentel (Pros).

Na foto, Kaka, aparece ao lado do Drº Hermann Régis, esposo e um dos coordenadores da campanha de Karla Pimentel, mostrando uma possível adesão de Kaka à campanha da candidata a oposição. Kaka já esteve aliado politicamente com o grupo do Drº Hermann no MDB.

De fato o que ocorre na campanha eleitoral no Conde, é que cada vez mais Márcia Lucena se encontra politicamente isolada e por consequência de todos os fatos, o apoio popular também é pequeno. O único apoio que a atual gestora pode se apegar, é o do cargo e o da caneta; pois, apoios políticos e popular já não os têm.

Assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui