Superior durante toda a partida, o CSA contou com duas falhas do goleiro Douglas e venceu o Bahia por 2 a 0, em Maceió, pela Copa do Nordeste. Rodriguinho ainda perdeu um pênalti que poderia recolocar o Tricolor no jogo. Os gols do confronto foram marcados por Dellatorre e Marco Túlio.

Com o resultado, o CSA assumiu provisoriamente a liderança do Grupo B com 9 pontos, mas pode ser ultrapassado por CRB e Vitória. O Bahia permanece líder do Grupo A, com 7 pontos, mas pode ser ultrapassado por outros adversários.

Que noite do Douglas Jogando em casa, o CSA não se intimidou contra o Bahia e mostrou que dificultaria o confronto contra o time da Série A. O Azulão era a equipe que mais ficava com a bola e impedia as subidas do Tricolor. Os mandantes quase abriram o placar aos 5, quando Gabriel arriscou da entrada da área e mandou muito perto do gol.

Diferente da goleada do último sábado contra o Sport, quando tinha a bola, o Bahia ficava preso na marcação do CSA e só acertou o gol aos 21, quando Rodriguinho fez jogada individual, invadiu a área e finalizou para defesa de Thiago Rodrigues. A equipe alagoana respondeu em chutes de fora da área de Gabriel, defendido por Douglas e Rodrigo Pimpão para fora. O Tricolor tinha a dificuldade em criar e errava na saída de bola e para piorar a situação saiu atrás em um erro de Douglas.

Aos 29, após cobrança de falta despretensiosa, o goleiro soltou uma bola que parecia dominada e o artilheiro Dellatorre só empurrou para o gol. Um minuto depois, Patrick de Lucca teve a chance de empatar em chute na pequena área, mas mandou para fora. A noite de Douglas que já era ruim, piorou. Aos 37, após seguidos erros da zaga do Bahia, Dellattorre serviu Marco Túlio, que sozinho dentro da área bateu de primeira e o goleiro do Tricolor aceitou o defensável chute.

O CSA ainda teve chances de fazer o terceiro em chute de Pimpão e cabeçada de Lucão, mas não teve êxito. Rodriguinho desperdiça pênalti Dado Cavalcanti até tentou melhorar o Bahia com as entradas de Ramon e Rossi no lugar de Gabriel Novaes e Edson, mas os minutos iniciais da segunda etapa foram com o Tricolor pouco criativo e que pouco assustava o CSA, que apostava nos contra-ataques.

Aos 11, Juninho subiu bem, mas cabeceou mal e mandou para fora. Nos minutos seguintes, o Bahia seguiu apresentando os mesmos erros. Lento na saída de bola, pouco criativo e combativo. O CSA por sua vez, abaixou as linhas e se manteve confortável na partida. O goleiro Thiago Rodrigues só trabalhou ao interceptar cruzamentos de Gilberto e Rossi.

O CSA começou a assustar em jogadas de contra-ataque, mas errava no último passe. Então Bahia teve a chance de voltar ao jogo. Aos 27, Gilberto fez boa jogada e foi derrubado na área. Pênalti marcado. Na cobrança, Rodriguinho bateu forte, mas mandou no travessão.

O Bahia até tentou pressionar, mas pouco criativo pouco fez e só conseguia levar algum perigo em bolas alçadas na área, em uma delas, Rodriguinho aproveitou cruzamento de Rossi, cabeceou no meio do gol e Thiago Rodrigues fez boa defesa. O Tricolor partiu para uma pressão final, mas pouco conseguiu.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui