Diego Souza faz dois, Grêmio vence Cuiabá de novo e confirma vaga


Centroavante marcou ainda no primeiro tempo, de cabeça e com chute de pé direito, com passes de PepêImagem: Fernando Alves/AGIF

Grêmio confirmou que está na semifinal da Copa do Brasil de 2020. Hoje, em Porto Alegre, o time de Renato Gaúcho venceu o Cuiabá de novo. Diego Souza, duas vezes, garantiu ainda no primeiro tempo uma vitória tranquila e com ares de jogo-treino na reta final. O placar de 2 a 0 faz o time gremista esperar pelo vencedor do duelo entre São Paulo e Flamengo.

Na partida de ida, o Grêmio fez 2 a 1 em Cuiabá. Assim, podia até empatar para seguir no torneio. Não quis arriscar. Escalou titulares, foi para cima e matou o confronto cedo. Bem cedo.

O Grêmio volta a campo no domingo, quando visita o Corinthians pelo Campeonato Brasileiro. Depois, na quinta-feira da próxima semana, abre as oitavas de final da Copa Libertadores contra o Guaraní-PAR, em Assunção.

O Cuiabá joga sábado, no Mato Grosso, diante do CSA pela 22a rodada da Série B do Brasileirão.

Quem foi bem: Diego Souza

Dois gols pesam muito. Em um jogo onde todo o ataque foi bem, centroavante destoou ainda mais por ser muito letal. Além de marcar, ainda criou oportunidades e também perdeu chance. Ou seja, esteve no jogo o tempo todo.

Quem foi mal: Victor Ferraz

Mesmo com o adversário recuado, dominado, lateral direito não seguiu o time. Foi discreto, tímido. Chegou a perder alguns duelos no um contra um. Não comprometeu, mas esteve abaixo dos demais nomes do Grêmio

Jean Pyerre e Pepê coadjuvantes de luxo

Se Diego Souza foi destaque pelos gols, a dupla formada na base do Grêmio pode ficar com papeis coadjuvantes no jogo. Mas coadjuvantes de luxo. O camisa 10 distribuiu passes cheios de criatividade e o meia-atacante esbanjou versatilidade ao atuar por dentro — mais centralizado, e também aberto na esquerda.

Grêmio faz gol no estilo ‘melhor Grêmio’

O primeiro gol do Grêmio lembrou temporadas passadas. A troca de passes longa, com superioridade e criatividade, chamou atenção na jogada que terminou em cruzamento de Pepê e gol de Diego Souza. O lance ainda teve participação de Darlan, Jean Pyerre, Diogo Barbosa e Matheus Henrique.

Ainda no primeiro tempo, a vantagem ficou maior. E com um gol que lembrou outra fase recente do time. Lançamento longo, corrida longa de Pepê e Diego Souza livre para finalizar.

Cuiabá tenta de tudo

Linhas baixas, depois linhas altas. O Cuiabá bem que tentou diferentes estratégias para deixar o Grêmio longe do gol de João Carlos. Não conseguiu. Dominada pela posse de bola esmagadora do time gaúcho, a equipe visitante passou por momentos no duelo em que apenas assistiu o adversário. Reagiu em lances pontuais, especialmente na bola parada.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 2 X 0 CUIABÁ

Data e horário: 18/11/2020 (quarta-feira), às 16h30 (horário de Brasília)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG)
Auxiliares: Ricardo Junio de Souza (MG) e Marcus Vinicius Gomes (MG)
VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Cartões amarelos: Willians Santana (CUI)
Gols: Diego Souza, aos nove minutos do primeiro tempo e aos 42 minutos do primeiro tempo (GRE)

GRÊMIO: Vanderlei; Victor Ferraz, Geromel, David Braz e Diogo Barbosa; Darlan (Ferreira), Matheus Henrique (Lucas Silva), Everton (Isaque), Jean Pyerre (Thaciano) e Pepê; Diego Souza (Diego Churín)
Técnico: Renato Gaúcho

CUIABÁ: João Carlos; Hayner (Diego Jardel), Ednei, Anderson Conceição e Romário; Matheus Barbosa, Nenê Bonilha (Auremir), Yago César (Lenon), Maxwell (Pierini) e Elvis; Willians Santana (Perdigão)
Técnico: Allan Aal

Uol 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *