Foto: Paraibaonline

O deputado federal Julian Lemos (PSL/PB) condenou a postura do colega de bancada federal, Daniel Silveira (PSL-RJ), que foi preso pela Polícia Federal por determinação do ministro Alexandre Moraes do Supremo Tribunal Federal.

O motivo da prisão foi porque o parlamentar gravou um vídeo criticando a Suprema Corte, no qual também é acusado de ter feito apologia ao AI-5, instrumento de repressão mais duro da ditadura militar, como também defendeu o fechamento do STF, o que é inconstitucional.

Para Julian Lemos há outras maneiras de fazer contestação democrática, pois o que Silveira fez não tem nada a ver com protesto e que apenas expressou uma opinião de maneira antidemocrática.

“Ele expressou um ataque de que o sonho dele era ver um ministro levar uma surra. Eu que fui eleito de forma democrática, não posso aceitar o espancamento de alguém. Além de ter sido um vídeo infeliz, inapropriado, ele poderia ter usado outro mecanismo para se manifestar. Eu não coaduno com isso”, destacou.

Quanto à prisão do colega deputado, Lemos fez a defesa que para se efetuar uma prisão se deve ter uma base legal para isso. Segundo ele, a Mesa Diretora da Casa deve se reunir para tomar uma decisão diante da gravidade dos fatos.

“De antemão digo que reprovo a atitude dele e sou entusiasta da expulsão de Daniel do PSL”, completou.

Paraíba Online 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui