Logo após ser incluído inadvertidamente em um grupo de WhatsApp dos parlamentares apoiadores de Arthur Lira (PP-AL), o deputado Júnior Bozzella (PSL-SP), que é defende a candidatura de Baleia Rossi (MDB-SP) na disputa pela presidência da Câmara, teve uma reação inesperada antes de sair.

Chamou o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) de “insano e inconsequente”.

“Amigos, me perdoem a ousadia, mas não posso comungar com uma candidatura patrocinada por um insano e inconsequente.”

O deputado disse ainda: “Não autorizei ninguém a me inserir nesse grupo. Já falei olhando nos olhos do Arthur o meu respeito e amizade. Mas não irei compactuar com um louco e irresponsável que quer aniquilar a nossa democracia”.

“Abraços fraternos a todos os nossos colegas que fizeram a sua opção. Esse é o brilho da democracia”, finalizou e deixou o grupo.

Com informações do Painel da Folha 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui