Senador Rodrigo Pacheco durante entrevista na residência oficial da Casa. Ele irá consultar a Mesa-Diretora para saber se é possível ampliar o escopo de atuação da CPISérgio Lima/Poder360 – 26.mar.2021

O requerimento de instalação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) ampla sobre a covid-19, ou seja, que investigue União, Estados e municípios tem 37 assinaturas de senadores nesta 2ª feira (12.abr.2021). A iniciativa é do senador Eduardo Girão (Podemos-CE), que quer juntar seu pedido ao de Randolfe Rodrigues (Rede-AP) que investiga só o governo federal.

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Roberto Barroso determinou, na 5ª feira (8.abr), que o Senado instale uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar eventuais omissões do governo federal no combate à pandemia.

Barroso concedeu liminar (decisão provisória) em ação movida justamente pelos senadores Alessandro Vieira e Jorge Kajuru, ambos do Cidadania. Eis a íntegra da decisão (204 KB).

O presidente Jair Bolsonaro tem criticado o alcance da CPI e defendido que ele seja ampliado para que se investigue governadores e prefeitos.

Independente das críticas, o senador oposicionista Alessandro Vieira (Cidadania-SE), protocolou no sábado (10.abr) pedido para a Mesa Diretora do Senado ampliar o alcance da CPI. Eis a íntegra do requerimento (101 KB).

A proposta de Girão vai no mesmo sentido: “Para que a CPI da pandemia, da covid, seja ampla, independente e justa. Porque deve investigar Estados, municípios e União. Esse é o desejo do povo brasileiro, não quer uma parte da verdade apenas, quer toda a verdade.”

Segundo o senador, ele já tem 38 assinaturas, mais que as 27 necessárias no mínimo. O pedido de Randolfe, por sua vez, ganhou mais duas assinaturas na manhã desta 2ª feira (12.abr).

Os senadores Chico Rodrigues (DEM-RR) e Flávio Arns (Podemos-PR) incluíram seus nomes entre os congressistas favoráveis à abertura da comissão. Com mais duas assinaturas, a lista de senadores que apoiam a CPI chegou a 34.

Há um entrave, entretanto, que pode atrapalhar os planos dos senadores de ampliar a CPI. O Regimento Interno do Senado impede que se investigue assuntos estaduais.

“Art. 146. Não se admitirá comissão parlamentar de inquérito sobre matérias pertinentes:
I – à Câmara dos Deputados;
II – às atribuições do Poder Judiciário;
III – aos Estados.”

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), confirmou através de sua assessoria que consultará a constitucionalidade de uma ampliação na CPI junto à Mesa-Diretora da Casa.

Pacheco já disse disse que pretende ler em plenário, na sessão da próxima 3ª feira (13.abr), o requerimento de criação da CPI da covid-19. Depois disso os blocos precisam indicar os membros em até 5 sessões da Casa, para que então o colegiado eleja seu presidente e escolha o relator. 

Poder360

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui