Duas mulheres usam roupas de proteção perto do mercado de Xinfadi, em Pequim, em 13 de junho de 2020.
 GREG BAKER / AFP

Um novo relatório publicado por pesquisadores chineses estima que o impacto da pandemia poderia ser pior este ano do que em 2020. Na pior das hipóteses, o número global de Covid-19 poderia totalizar até 5 milhões de mortes em março. Um pessimismo reforçado pelas mutações do vírus

Por Stéphane Lagarde, correspondente da RFI em Pequim

Xu Jianguo sabe do que está falando. O renomado bacteriologista liderou uma das primeiras equipes de especialistas enviadas a Wuhan no início da epidemia na China, há um ano.

Esse mesmo professor, Xu, desta vez coordenou os trabalhos de pesquisa dos laboratórios do Centro Chinês de Controle e Prevenção de Doenças, do Exército Popular de Libertação e de diversos institutos militares e civis de pesquisa do país sobre doenças infecciosas, cujos resultados foram publicados em 8 de janeiro na revista Disease Surveillance.

Os modelos do curso da pandemia, segundo esses pesquisadores, preveem pelo menos 300 mil mortes adicionais no início de março e, no pior dos casos, um número global de mortes chegando a 5 milhões de mortes até lá.

Se essa triste previsão se confirmar, isso significaria uma taxa de mortalidade não mais de 2,1%, mas de 3%, como em Hubei no inverno passado, onde os hospitais se viram sobrecarregados com o influxo de doentes.

Limitações do método de contenção chinês

De acordo com um pesquisador do Instituto Pasteur de Xangai não envolvido no estudo e cujos comentários são relatados pelo South China Morning Post, isso pode levar ao colapso do sistema de saúde global. Isso também significaria que, com a mutação do coronavírus, este poderia se esconder na população e reaparecer a cada estação.

Nesse caso, segundo os pesquisadores, nem os lockdowns massivos, os exames para detectar o vírus, as medidas drásticas de restrições sanitárias e, de forma mais geral, o método chinês, que possibilitou a contenção da epidemia, seriam mais suficientes.

Noticiário francês 

Compartilhar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui