Continua depois da publicidade

Antes do jogo, a expectativa era de um clássico equilibrado pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Com a bola rolando, o Corinthians mudou completamente esse panorama e atropelou o Santos, dentro de casa. Com imposição desde cedo, o Timão venceu por 4 a 0. Os gols foram marcados por Giuliano (2x), Mantuan e Raul Gustavo. Com a classificação aparentemente encaminhada, o Corinthians pode até perder por até três gols de diferença na volta, marcada para o dia 13 de julho, na Vila Belmiro.

Quem avançar para a próxima fase recebe uma premiação de R$ 3,9 milhões.  Corinthians faz absurdo no clássico Para fazer valer o seu mando de campo e o apoio da sua torcida, o Corinthians foi ofensivo desde os primeiros minutos. Apesar disso, a primeira chance foi do Santos, aos 6, em chute de primeira de Zanocelo, que passou perto do gol de Cássio. Aos 13, o Timão chegou bem em chute cruzado de Róger Guedes da entrada da área, que João Paulo se esticou todo para salvar o Peixe.

O Corinthians teve mais a bola e passou a acuar o rival, que já não conseguiu chegar com perigo. Aos 18, após boa triangulação, Fagner acionou Róger Guedes, que da marca do pênalti bateu por cima e desperdiçou a chance. A pressão deu resultado aos 20, quando Lucas Píton recebeu pela esquerda, jogou para o meio e o iluminado Mantuan apareceu para bater de esquerda e vencer João Paulo. Placar aberto.

O Santos até tentou responder e voltou a aparecer perto do gol de Cássio, mas logo tomou uma pancada. Aos 28, Fagner fez boa jogada na linha de fundo, rolou para trás e após chute torto de Du Queiroz, a bola bateu em Giuliano e enganou João Paulo. Vantagem ampliada.

Aos 32, o goleiro do Santos ainda precisou defender boa finalização de Mantuan e evitar o terceiro.  A partida seguiu intensa e as tentativas do Santos de diminuir a desvantagem foram pouco efetivas. As melhores chances ainda eram do Corinthians. Aos 37, Róger Guedes recebeu passe de Píton dentro da área, abriu espaço e chutou rente à trave. Então o Timão, em grande primeiro tempo, voltou a ser fatal.

Aos 43, após cobrança de escanteio, Raul Gustavo ganhou no alto, testou firme no canto e aumentou o placar. Santos tem jogador expulso e Timão confirma goleada A principal meta do Santos no segundo tempo era diminuir a grande vantagem do Corinthians. O Peixe trocou passes com paciência no ataque, mas sem acelerar e assustar Cássio. Ainda poderia ter entrado em situação ainda pior quando o árbitro do jogo marcou pênalti de Kaiky em Róger Guedes.

Para sorte santista, o VAR recomendou a revisão do lance e a infração foi desmarcada.  O Santos seguiu com maior presença ofensiva, mas nada dava certo. Perdeu de vez qualquer esperança aos 17, quando Zanocelo foi expulso por dar uma cotovelada em Píton. Pouco depois o Corinthians quase ampliou em cabeçada perigosa de Mantuan após cruzamento da esquerda.

Com um jogador a mais, o Timão voltou a ser o dono da bola e tomar conta do jogo.  A vitória do Corinthians virou goleada aos 32, quando Giuliano aproveitou um bate rebate na área após cobrança de escanteio e da marca do pênalti finalizou no ângulo e marcou mais uma vez. Na sua melhor chance no segundo tempo, logo em seguida, o Santos ficou no quase por causa de Cássio, que fez uma enorme defesa cara a cara com Marcos Leonardo.

A reta final foi de grande tranquilidade para o Corinthians, que teve a bola na maior parte do tempo e pouco acelerou. Ainda teve a chance de marcar o quinto em bela cobrança de falta de Róger Guedes, que João Paulo espalmou e mandou para escanteio. A goleada já estava sacramentada.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui