O Palmeiras é o grande campeão do Campeonato Paulista. Após um dérbi equilibrado e emocionante, com empate do Corinthians no fim do tempo normal, 1 a 1, o Verdão foi melhor nas penalidades e impediu o tetracampeonato alvinegro: 4 a 3. Com o triunfo, o time comandado por Vanderlei Luxemburgo garante, pela 23ª vez em sua história, o título do Paulistão. Poucas chances

Palmeiras e Corinthians mostraram mais vontade de jogar futebol do que no jogo da ida, o que não significou nada perto de um duelo empolgante. Dentro da primeira etapa, entre faltas e erros em construção de jogadas, a chance mais clara surgiu nos pés de Willian, que recebeu passe de Zé Rafael dentro da pequena área, entre quatro marcadores, e viu Cássio fazer defesa espetacular para salvar o Corinthians.

O time comandado por Vanderlei Luxemburgo, mais uma vez com a ausência de um meia, teve os jovens Gabriel Menino e Patrick de Paula em níveis de atuação abaixo do costume.  O Timão, por sua vez, contou com um Luan mais ligado, roubando bolas, girando o jogo e até criando chances, como num chute de Ramiro defendido por Weverton e num passe para Jô fazer o gol, que acabou anulado por um impedimento bem marcado.

Na volta do intervalo, o Palmeiras abriu o placar logo aos três minutos. Viña recebeu bola na esquerda e cruzou na medida para Luiz Adriano na área. O centroavante subiu mais que Avelar e cabeceou no cantinho, sem chances para Cássio: 1 a 0. Após abrir o placar, o time casa seguiu melhor no confronto. Aos dez, Rony bateu forte no meio da área, a bola desviou em Éderson, mas Cássio, bem posicionado, ficou com ela.

Travado, o relógio começou a se tornar inimigo dos comandados de Tiago Nunes. Mas, em dérbi, nunca se deve descartar o imponderável. O Corinthians insistia na jogada aérea, mas não conseguia obter vantagem. Até que aos 50, no apagar das luzes, Jô recebeu na área e recebeu um carrinho de Gustavo Gómez. Pênalti.

Na cobrança, o camisa 77 foi para bola e empatou o clássico. Com emoção, o Timão levou o dérbi para os pênaltis. Verdão melhor na marca da cal Nas penalidades, pelo lado palmeirense, Raphael Veiga, Gustavo Scarpa, Lucas Lima e Patrick de Paula converteram seus pênaltis. Bruno Henrique errou. Já o Timão viu Michel e Cantillo desperdiçarem, e Danilo Avelar, Sidcley e Jô acertarem. Fim de papo e Palmeiras campeão do Paulistão.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui