O inverno está se aproximando. Grande parte das pessoas acredita que a única grande mudança nesta época é no vestiário. Sim, também é momento de separar os casacos e cachecóis para enfrentar as quedas de temperatura e ventos frios. Porém, é também extremamente necessário estar atento às mudanças na rotina e cuidados com a saúde nessa estação.
Este ano, em especial, além das doenças desta época, tais como: ressecamento da pele, alergias respiratórias, o número de infartos cresce cerca de 30% e os de AVC, 20%, entre outros, praticamente todas as atenções estão voltadas para a Pandemia da Covid-19.
No combate de todas essas doenças, o que há em comum é o cuidado redobrado com a imunidade.
Como cuidar de sua imunidade
Atualmente temos um grande acesso às informações e cuidados que ajudam a garantir uma vida saudável. Entre esses cuidados, estão:
1. Atenção com a alimentação. É preciso reforçar o sistema de defesa do nosso organismo para enfrentar as temperaturas baixas. Ingira bastante água, consuma legumes e verduras em abundância.
2. Deixe circular bastante ar nos ambientes, pois a concentração de poeira ajuda na proliferação de ácaros e bactérias. Também aproveite os dias de Sol.
3. Proteja seu corpo do frio. Variações bruscas na temperatura podem promover ou piorar dores de cabeça e baixas na imunidade.
4. Tome as vacinas necessárias que geralmente são fornecidas na rede de saúde do seu município.
5. Exercícios físicos.
Além da mudança de rotina e cuidados com a alimentação, o que posso fazer para prevenir doenças?
Você já deve ter ouvido falar dos benefícios do alho negro, certo? Ele é muito consumido na Ásia, principalmente no Japão, país que, inclusive, teve poucos casos de Covid-19.
alho negro é um alho in natura que, após passar por um processo de maturação e submetido a condições de temperatura e umidade controladas, ganha novas e surpreendentes características de textura, sabor e odor e, o que é melhor: não tem qualquer tipo de aditivo químico. Sua coloração negra se deve à reação de Maillard uma reação entre o açúcar e os aminoácidos presentes no alho in natura.
No processo de maturação do alho, diversas enzimas são ativadas. Ele possui uma quantidade abundante de compostos antioxidantes, como polifenóis, flavonóides, derivados tetrahidrocarbolina e compostos organossulfurados, incluindo S-alil-cisteína, em comparação com alho in natura.
Quais os benefícios do alho negro para a saúde?
No Japão, pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Showa elencaram mais de 20 propriedades medicinais dessa iguaria. Dentre as principais estão:
• Recupera a fadiga
• Aumenta a disposição
• Protege o fígado
• Antibacteriano
• Retarda a velhice
• Inibe o colesterol
• Antialérgico
• Antiestéril
• Deixa a pele mais lisa
• Afina o sangue
• Previne contra a diabetes
• Previne a pressão alta
• Previne a arteriosclerose
• Previne a diarreia crônica
• Previne o mal estar da menopausa
• Previne a constipação intestinal
• Previne o resfriado
• Melhora da dor de estômago
• Melhora a circulação do sangue
• Melhora problemas de insônia
• Fortalece o sistema imunológico
• Ajuda no processo de emagrecimento
• Possui ação antioxidante
• Tem ação antiviral e antifúngica
• Efeito neuro protetor
• Efeito hepatoprotetor
• Melhora a pele e previne rugas
No mais, um número crescente de evidências relatadas para o efeito anticancerígeno do alho negro nas últimas décadas. O mecanismo dos efeitos anticancerígenos do alho negro em diferentes tipos de doenças cancerígenas é constituído por vários processos que incluem a indução de apoptose, a interrupção do ciclo celular e a inibição do crescimento e invasão tumoral.
É importante ressaltar que Inúmeras doenças são associadas ao estresse oxidativo. Além da diabetes e vários tipos de câncer, podemos citar a doença de Parkinson e de Alzheimer, infarto do miocárdio, esclerose múltipla, aterosclerose, distrofia muscular, cirrose hepática, catarata e retinopatias.
A menor incidência destas doenças tem sido associada ao consumo de antioxidantes naturais, como os compostos fenólicos presentes em alimentos que impedem a formação de radicais livres.
Vale destacar que estudiosos sugeriram que o polifenol total e o flavonóide do alho negro aumentam 9,3 e 1,5 vezes, respectivamente, após um programa de calor em comparação com o alho fresco. A concentração de S-alil-cisteína, um dos compostos bioativos organossulfurados mais importantes do alho, também aumenta no alho negro de 4,3 a 6,3 vezes. E, a ação antioxidante da substância S-alil-L-cisteína tem sido associada a mecanismos de proteção de neurônios, doenças cardiovasculares, isquemia de retina, tumores e doenças associadas à idade.
Cápsulas de alho negro
Com tantos benefícios comprovados e consequente aumento da procura pelo produto, a Alho Negro do Sítio, produtora de alho negro desde 2011, lançou o projeto Gaialabs, e começou a produzir cápsulas de alho negro, muito pedida por seus clientes.
Assessoria de Imprensa 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui