Após violentos protestos na capital quirguiz Bishkek contra resultados das eleições parlamentares no país, Comitê Eleitoral Central do Quirguistão anulou resultados, segundo integrante.

Pelos resultados preliminares, entraram no Parlamento da República do Quirguistão os partidos Birimdik (24,52% dos votos), Mekenim Quirguistão (23,89%), centrista Quirguistão (8,73%) e Butun Quirguistão (7,11%).

Já outros partidos que participaram das eleições não alcançaram os 7% de votos necessários, ao passo que afirmaram que o pleito foi marcado por violações.

Por sua vez, o presidente do país, Sooronbai Zheenbekov, reconheceu que a compra de votos se tornou um problema durante o processo eleitoral no Quirguistão.

Assim sendo, um integrante do Comitê Eleitoral do Quirguistão afirmou à Sputnik que o órgão decidiu não reconhecer os dados do pleito.

Protestos

Na segunda-feira (5), a capital do país, Bishkek, foi palco de violentos embates entre manifestantes apoiadores de partidos que não ingressaram no parlamento e a polícia.

Saindo às ruas para protestar contra os resultados do sufrágio, os ativistas invadiram o Parlamento, assim como libertaram o ex-presidente Almazbek Atambaev, preso desde 2019 após escândalos ligados ao seu governo.

Sputnik 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui