Valentia, eficiência e triunfo. Na noite desta quarta-feira, o Palmeiras visitou o Internacional, no Beira-Rio, e, na base da raça e disposição, buscou mais uma vitória no Brasileiro. Com a bola rolando, o Verdão saiu na frente, mas sofreu empate e perdeu Kuscevic expulso.

Mesmo com um a menos, o Palestra encaixou um contra-ataque no fim e venceu por 2 a 1. Com o resultado, o time comandado por Abel Ferreira chega a 16 pontos e se mantém firme no G4, na terceira posição.

Do outro lado, o Colorado permanece com nove, no 13º posto.  Deyverson dá vantagem ao Palmeiras O primeiro tempo entre Internacional e Palmeiras não foi marcado por grandes emoções, mas o Palestra mais eficiente no Beira-Rio.

Com o controle das ações nos instantes iniciais, o Verdão pressionou e chegou com perigo aos cinco minutos, em chute cruzado de Breno Lopes. Melhor na partida, o time comandado por Abel Ferreira seguiu insistindo, principalmente pelo lado direito, e abriu o placar aos nove, com Deyverson.

O atacante aproveitou chute cruzado de Raphael Veiga de fora da área e desviou para o fundo das redes. Do outro lado, o Colorado, sem apresentar muita força ofensiva, só chegou ao ataque com certo perigo aos 15, em cabeçada de Caio Vidal.

Com o passar do tempo, entretanto, o time da casa foi encontrando espaço e criou duas boas oportunidades. Primeiro em chute de Yuri Alberto e depois em finalização de cabeça de Edenilson. Ambas defendidas por Jailson.

O Palmeiras, com Breno Lopes, aos 36, chegou a marcar o segundo, mas o assistente, de forma correta, marcou impedimento.

Inter empata, fica com um a mais, mas Palmeiras vence Na volta do intervalo, o Inter adotou uma postura mais agressiva e passou a ser mais incisivo no setor de ataque. Logo aos cinco, recebeu belo passe de Edenílson e, na cara do goleiro, bateu cruzado pela linha de fundo.

Apostando nos contra-ataques, o Palmeiras respondeu com Raphael Veiga, que parou nas mãos de Daniel.  O duelo seguiu aberto até que aos 15, Kuscevic empurrou Caio Vidal na área.

O árbitro da partida consultou o VAR e, além de marcar a penalidade, expulsou o zagueiro chileno. Na cobrança, Edenílson bateu com a categoria habitual e deixou tudo igual no marcador.

Com igualdade no placar e a vantagem numérica, o Colorado tinha um cenário extremamente favorável para buscar a virada. Mas aconteceu exatamente o contrário. Sem encontrar espaços, o time de Aguirre se lançou ao ataque e acabou sofrendo com os contra-ataques do Palestra.

Tanto que aos 43, após rápida saída em velocidade, Deyverson acionou Danilo Barbosa, que avançou pela esquerda, se aproximou do fundo e cruzou na medida para Danilo, que apareceu como surpresa na área e, com um toque meio atrapalhado, completou para o fundo das redes, sacramentando a vitória palmeirense no Beira-Rio.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui