Um golaço. Uma pintura. Em Bucareste, por conta de medidas sanitárias no combate á Covid-19, Giroud marcou de bicicleta e deu a vantagem ao Chelsea sobre o Atlético de Madrid na briga por uma vaga nas quartas de final da Liga dos Campeões: 1 a 0. Com o resultado, os Blues jogam por um empate no jogo de volta, que acontece no próximo dia 17 de março, em Londres.

Do outro lado, o time colchonero vai precisar vencer por dois gols de diferença para seguir sonhando na Champions. Chelsea tem a bola, mas não marca Pouca história para contar. Assim se resume o primeiro tempo de partida entre Atlético de Madrid e Chelsea, em Bucareste. Com estratégias diferentes, espanhóis e ingleses pouco arriscaram e protagonizaram um duelo morno.

Os Blues foram os donos da bola. Diante de um adversário bem recuado, o time de Thomas Tuchel ocupou o campo de ataque, rodou a bola de um lado para o outro, mas não encontrou espaços para infiltrar. A equipe colchonera, por sua vez, reativa como quase sempre, manteve uma linha com seis homens à frente de sua meta e ficou à espera de um erro para fugir em velocidade.

O que não aconteceu. A sonolenta etapa inicial só foi ter um lance de grande perigo aos 38. Timo Werner recebeu boa bola pela esquerda, encarou a marcação e bateu firme, obrigando Oblak a fazer grande defesa. E parou por aí. Golaço de Giroud salva e dá vantagem aos Blues A volta do intervalo também não trouxe muita animação para a partida.

Apesar de tentar um pouco mais para o ataque, o Atleti seguiu com uma postura defensiva, enquanto o Chelsea continuou tendo dificuldades na construção das jogadas. O duelo, até então sem grandes emoções, ganhou um tempero para lá de especial aos 24. Marcos Alonso avançou pela esquerda, Hermoso tentou afastar e acabou dando um passe para Giroud, que emendou uma linda e plástica bicicleta, sem chances para Oblak.

Golaço do Chelsea! Com o resultado adverso, o time colchonero, enfim, decidiu sair mais para o jogo. Em vão. Nada incisivos, os espanhóis pouco fizeram para incomodar a meta defendida por Mendy.

Sem correr grandes riscos, os Blues ainda tiveram o contra-ataque à disposição. Aos 39, o insistente Timo Werner foi acionado pela direita, invadiu a área em velocidade e, já sem ângulo, finalizou com força, forçado o goleiro esloveno a mandar a bola para escanteio.

E foi só! Fim de papo e vitória londrina em Bucareste.

 O Gol 

Compartilhar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui