O ex-candidato à presidência, Ciro Gomes, apresentou no Supremo Tribunal Federal (STF) notícia-crime contra o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) e o ministro da Justiça, André Mendonça.

Ambos são acusados por Ciro de crime de advocacia administrativa, que consiste em patrocinar, direta ou indiretamente, interesse privado perante a administração pública, valendo-se da qualidade de funcionário

De acordo com o ex-ministro, o inquérito solicitado pelo Ministério da Justiça à Polícia Federal, para apurar “suposto cometimento de crime contra a honra do presidente da República”, é uma forma de usar a Administração Pública contra os opositores de Bolsonaro.

Ciro Gomes, que é autor da ação ao lado de Carlos Lupi, presidente nacional do PDT, afirma: “No caso em apreço, tanto o Presidente da República quanto o Ministro da Justiça e Segurança Pública utilizam-se dos cargos que ocupam para a consecução de interesses privados”.

Fórum 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui