Apesar dos nove desfalques, o Real Madrid aproveitou o tropeço do rival Atlético na rodada e voltou a colar na liderança do Espanhol. Neste sábado, o time merengue, esfacelado pelas ausências, visitou o Valladolid e, mesmo sem uma grande atuação, contou com gol salvador de Casemiro para vencer por 1 a 0.

Com o resultado, a equipe comandada por Zinedine Zidane chega a 52 pontos e fica a três dos colchoneros. Do outro lado, o clube de Ronaldo Fenômeno permanece com 21 e ocupa a vice-lanterna da La Liga.  Desfalques pesam Mesmo fora de casa e com seu time bem modificado, o Real Madrid buscou impor seu ritmo diante do Valladolid.

Com a bola nos pés, o time merengue tentou tomar frente do controle das ações, mas viu a equipe da casa assustar. Aos sete, os Pucelanos criaram grandes chances com Orellana, Janko e Alcaraz, mas Courtois se agigantou e, com uma boa sequência de defesas, salvou a pele dos comandados de Zinedine Zidane.

Apesar de ter a bola, o Real sentiu falta de seus desfalques e demorou para chegar com perigo ao gol adversário. Aos 23, Mariano Díaz chegou a balançar as redes, após receber livre pela direita, mas arbitragem flagrou impedimento do atacante. Nada feito. Entre as principais ausências, sem sobra de dúvidas, a que mais pesou foi a de Benzema.

Sem a presença do francês, o time madrilenho utilizou Mariano Díaz, que não conseguiu encaixar seu posicionamento e marcou mais um gol impedido, aos 30. Casemiro salva Na volta do intervalo, o jogo não sofreu grandes mudanças. Sem sintonia entre meio campo e ataque, o Real seguiu ‘batendo cabeça’, criando pouquíssimas chances de perigo ao gol defendido por Masip.

O brasileiro Vinicius Junior até que tentou, mas pouco ofereceu para os madrilenhos. O que não estava bom, quase ficou muito pior aos nove. Mendy, na tentativa de afastar a bola da defesa, descolou um verdadeiro cruzamento para a própria área. Ligado no lance, Orellana finalizou de primeira e viu Courtois fazer mais uma grande intervenção na partida.

Recuperado do susto, o Real foi buscar o resultado na bola parada, uma das grandes fragilidades do Valladolid. Aos 20, Toni Kroos cobrou falta no capricho e encontrou a cabeça de Casemiro, que não titubeou, e mandou para o fundo das redes.

Ufa! Com a vantagem, o Real Madrid concentrou suas ações no meio campo, a fim de administrar o resultado. O time da casa ainda buscou um abafa final, mas esbarrou em suas próprias limitações.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui