Nove jogos depois, Germán Cano voltou a marcar, e nove jogos depois, o Vasco voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. Na Ilha do Retiro, o argentino marcou os dois gols da vitória vascaína sobre o Sport, por 2 a 0. Com o triunfo, o Cruz-Maltino chegou aos 22 pontos e deixou a zona de rebaixamento do Brasileirão.

O Leão estaciona com 25, na décima colocação.  Fim do jejum O Vasco conseguiu em poucos minutos contra o Sport o que não conseguiu durante todo o jogo contra o Palmeiras: usar bem os dois alas nas jogadas ofensivas. Neto Borges, na esquerda, e Léo Matos, na direita, foram importantes na criação das jogadas.

Tanto que, aos 13 minutos, a primeira boa chance vascaína de gol teve a participação de ambos: Neto Borges cruzou e Léo Matos apareceu na área para concluir. O chute, forte, passou perto da trave.  Pressionado na saída de bola, o Sport errou muito e deixou o rival crescer. Thiago Neves teve de recuar para qualificar a saída de jogo.

Aos 17, os pernambucanos apareceram bem no ataque e Barcia chutou forte, parando em boa defesa de Fernando Miguel.  O Cruz-Maltino respondeu em outra jogada pelo fundo, dessa vez com Leonardo Gil. O chileno cruzou da canhota e Germán Cano, dois meses depois, voltou a balançar as redes.

Os cariocas se retraíram depois do gol, mas o Leão não conseguiu aproveitar para crescer na partida. Lucas Mugni, Jonathan Gómez e Thiago Neves criaram muito pouco (Mugni foi o mais perigoso em um chute fora do alvo na área).  A última chance do primeiro tempo ainda foi dos visitantes. Léo Matos recebeu em progressão no lado direito e bateu cruzado, mas Luan Polli defendeu com a perna.

Outro golpe e nocaute O Vasco marcou o segundo gol logo no início do segundo tempo usando o lado esquerdo de ataque. Andrey lançou Neto Borges, que bateu cruzado e encontrou Cano, que com um toque mandou a bola para dentro.  O Rubro-Negro tentou aumentar a pressão com o gol sofrido e se lançou ao ataque.

Marquinhos, em chute forte, mandou bola raspando a trave de Fernando Miguel.  O Sport teve certa dificuldade para encontrar saída para a retranca adversária. A última tentativa de Jair Ventura foi Hernane, que entrou no lugar de Thiago Neves para dar mais presença de área ao time. Sá Pinto, por sua  vez, colocou Vinícius e Gustavo Torres para os contra-ataques.

Os pernambucanos começaram a lançar bolas na área. Em uma delas, Maidana conseguiu o arremate, mas Fernando Miguel fez a defesa. Adryelson também ameaçou em cabeçada que passou perto da trave.

O Leão acabou ficando no quase. A pressão foi perdendo a força com o passar do tempo, até que os cariocas confirmaram os três pontos, encerrando um longo jejum.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui