A existência de codificados na administração pública estadual chegará ao fim em janeiro de 2022. A confirmação foi feita nesta terça-feira (21), durante entrevista pelo governador João Azevêdo. Segundo João, essa é uma das desonras do Estado. A segunda, de acordo com ele, era fila das cirurgias eletivas, combatida pelo programa Opera Paraíba.

A manutenção de codificados, ou seja, profissionais sem registro formal de trabalho, já foi alvo de investigação do Tribunal de Contas do Estado e Ministério Público em outras gestões. Segundo João Azevêdo, janeiro de 2022 será o último mês desta modalidade na Paraíba.

“É uma vergonha que tem na Paraíba há 30 anos e que nós vamos acabar na nossa gestão, que são os codificados. Isso acontece há muitos anos na Paraíba e agora em janeiro nós estamos acabando com os codificados. Ou seja, esse é um governo que tem muito o que mostrar porque não joga nada para debaixo do tapete. A gente enfrenta, encontra a solução e vai resolver. Então nós estamos resolvendo a fila da vergonha das cirurgias eletivas e estamos também acabando com esse câncer que eram os codificados, a forma desrespeitosa com o servidor, que é essa coisa do codificado sem direito algum”, concluiu João Azevêdo.

Blog do Ninja 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui