Campinense e Sousa empatam no primeiro confronto das semifinais

CREATOR: gd-jpeg v1.0 (using IJG JPEG v62), quality = 82

Foto: Ascom/Campinense

Sousa e Campinense fizeram um jogo bastante movimentado, e de muito gols, pela abertura das semifinais do Campeonato Paraibano. No Marizão, os times empatam por 2 a 2 deixando a vaga em aberto para a decisão do torneio.

Isso porque, se houver um novo empate no jogo da volta, terça-feira, a vaga para final será decidida nas cobranças de pênaltis.

No duelo desta sexta-feira, no Estádio Marizão, o Sousa saiu na frente com gol de Jeferson na primeira etapa.

A Raposa reagiu e chegou a virar o placar com tentos de Rafael Ibiapino e Vinícius no segundo tempo. Mas, o Dinossauro foi em busca do empate e conseguiu através de Esquerdinha, cobrando uma penalidade máxima.

O JOGO

Com o retorno de Rafael Ibiapino, a Raposa buscava uma melhor produção ofensiva do que nas três partidas anteriores desde o retorno do futebol no estado. Entretanto, mesmo com o artilheiro do estadual no time, o Dinossauro que comandava as ações no início da partida.

E logo aos 18 minutos, após cobrança de escanteio de Iranilson, pela direita, o zagueiro Jeferson subiu mais que a defesa rubro-negra, desviou de cabeça e abriu o placar para o Sousa.

Assim como contra Botafogo-PB, Atlético de Cajazeiras e Treze, o Campinense tinha muita dificuldade de criação e apostava apenas em lançamentos longos para a velocidade de Rafael Ibiapino como forma de chegar na defesa do Dinossauro, mas não conseguia criar transtornos para o goleiro Ricardo.

Por sua vez, os donos da casa ficavam mais tempo no campo de ataque, com muita movimentação, mas pecavam no último passe, também sem criar perigos para o arqueiro rubro-negro.

Foto: Ascom/Campinense

Foto: Ascom/Campinense

Segundo tempo

Na volta do intervalo, Bismarck ficou no banco de reservas após fazer primeiro tempo apagado, dando lugar a Juliano.

A alteração levou o rubro-negro a ficar mais presente no ataque e aos 13 minutos, o Campinense conseguiu empatar. Rafael Ibiapino recebeu a bola livre na entrada da área, girou e bateu firme, de perna direita, no canto direito de Rafael, para deixar tudo igual no Marizão. Foi o nono gol do atacante, artilheiro do estadual.

Com mais vontade na segunda etapa, a Raposa conseguiu a virada aos 21 minutos. Juliano avançou em velocidade pela direita e tocou para o meio da área, onde Vinícius Araújo, no meio de quatro defensores, escorou para estufar as redes e colocar o rubro-negro na frente do marcador.

Dois minutos mais tarde, Dakson cobrou escanteio na área, Rodrigo Poty desviou e Gledson, sozinho na pequena área, chutou por cima da meta, desperdiçando a chance de empatar o jogo.

Em boa jogada com Jó Boy pela direita, aos 33 minutos, Iranilson invadiu a área e foi derrubado pela zaga rubro-negra. O árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Esquerdinha deslocou Rodrigo Dias, que caiu para a esquerda, e fez o segundo do Sousa, deixando tudo igual.

Perto do apito final, aos 46, Esquerdinha chutou da intermediária e a bola passou com perigo, muito perto do poste direito do arqueiro rubro-negro.

Com o empate por 2 a 2, na terça-feira (04), no Amigão, novo empate leva a decisão para os pênaltis. Quem vencer fica com a vaga na final. Não há vantagem por gols marcados fora de casa.

Escalações

Sousa: Ricardo, Iranilson, Jeferson, Cláudio Baiano, Nininho (Marcelo); Gledson (Juninho Paraíba), Rafinha, Esquerdinha, Dakson (Gionnoti); Jó Boy e Tiago Souza (Rodrigo Poty). Técnico: Givanildo Sales.

Campinense: Rodrigo Dias, Alex Travassos, Breno, Uesles, Matheus Camargo (Rômulo); Pêu, Elielton (Robertinho), Vinicius Araújo, Bismarck (Juliano) (Allefe); Rafael Ibiapino e Reinaldo Alagoano. Técnico: Nei Júnior.

Paraíba Online 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *