A cidade de Campina Grande registrou 101 novos casos do coronavírus entre quinta (14) e sexta (15), um aumento de 65% no número de pessoas com testes positivos para o patógeno. Em entrevista durante transmissão nas redes sociais na noite dessa sexta-feira (15), o secretário de Saúde do Município Filipe Reul esclareceu alguns pontos desse aumento e reforçou a necessidade do distanciamento social.

Campina Grande é a terceira cidade com mais casos em todo o estado, totalizando 261, atrás de Santa Rita, com 288, e João Pessoa, que é o epicentro da crise no estado, com 1.478. Em toda a Paraíba, são 3.739 confirmações, com 170 mortes.

De acordo com Felipe Reul, o crescimento dos casos demonstra um real aumento da transmissão do vírus na cidade, mas é também um reflexo da ampliação na testagem de pacientes. Campina Grande foi o primeiro município do estado a comprar testes rápidos e adquiriu 8 mil unidades.

“Estamos ampliando a testagem, aplicando dentro dos critérios clínicos e técnicos no máximo de pessoas possível e isso tem registrado um número mais próximo do real da quantidade de infectados. Assim, estamos tendo um panorama mais claro da situação epidemiológica local e isso só reforça a necessidade da população cumprir rigorosamente o distanciamento social”, avaliou o secretário.

O novo boletim de Campina Grande mostra também que o número de casos negativos caiu de 499 para 421. “Muitos pacientes são retestados porque, a depender da janela epidemiológica, a eficiência do exame é diferente. Por isso, alguns casos negativos podem dar positivo mais a diante”, disse.

A taxa de ocupação hospitalar também tem crescido e chegou a 66% dos leitos de UTI e 37% dos leitos de enfermaria. Por isso, a Secretaria de Saúde informou que já está capacitando os profissionais de saúde convocados, através de processo simplificado, para atuarem no novo hospital e campanha inaugurado essa semana.

Além disso, em reunião realizada nesta sexta, ficou definido que os leitos do Hospital Universitário Alcides Carneiro vão estar disponíveis a partir da próxima semana. “Apesar de todas as medidas, de toda a estruturação, da adoção de protocolos de tratamento, o que vale neste momento é o isolamento e apelamos para que os moradores de Campina Grande cumpram o distanciamento social”, finalizou Reul.

  • Portal Correio 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui