Capitólio, sede da Câmara dos Representantes em Washington D.C.Ron Cogswell via Flickr

A Câmara dos Estados Unidos aprovou nesta 4ª feira (10.mar.2021) o pacote de estímulo econômico de US$ 1,9 trilhão para combater a crise causada pela pandemia (íntegra). É a 1ª grande vitória de Joe Biden no Legislativo.

Foram 220 votos a favor e 210 contra. O ”American Rescue Plan” ou ”Plano de Resgate Norte-americano” foi aprovado sem nenhum voto republicano, enquanto somente um representante democrata (Jared Golden, do Maine) foi contra a medida.

A secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, disse que Biden planeja assinar o projeto na próxima 6ª feira (12.mar.2021). O presidente busca evitar que milhões de norte-americanos fiquem sem o seguro-desemprego, que expira no fim de semana.

O pacote proporcionará uma nova rodada de pagamentos diretos a indivíduos e famílias, além da extensão dos benefícios federais de auxílio-desemprego e da destinação de recursos para a campanha de vacinação e apoio a Estados, municípios e empresas que sofreram com a pandemia.

Senado aprovou o pacote na semana passada, por 50 votos a favor e 49 contra, depois de uma série de revisões e emendas. Republicanos pediram a leitura em voz alta pelo escrivão da íntegra do projeto (de 628 páginas), processo que levou 11 horas.

O projeto foi um dos que mais recebeu apoio popular em 3 décadas, de acordo com dados compilados por Chris Warshaw, cientista político da George Washington University. Outra pesquisa, da Morning Consult/Politico, mostrou que 76% dos norte-americanos apoiavam o plano.

O pacote inclui:

  • auxílio emergencial – US$ 1.400 por mês para os norte-americanos que ganham menos de $ 75.000 por ano e casais que ganham menos de $ 150.000;
  • seguro-desemprego – US$ 300 por semana, até 6 de setembro;
  • auxílio a Estados e municípios – US$ 350 bilhões;
  • crédito tributário infantil – US$ 3.600 para crianças de até 5 anos de idade e de até US$ 3.000 para idades de 6 a 17;
  • escolas – US$ 128,6 bilhões para a reabertura de colégios de ensino Primário e Secundário;
  • habitação – US$ 19 bilhões para auxílio-aluguel de emergência, US $ 100 milhões em programas de aconselhamento habitacional e U$ 5 bilhões para o combate à falta de moradia;
  • restaurantes – US$ 25 bilhões em ajuda para restaurantes e outros estabelecimentos de alimentos e bebidas;
  • pequenas empresas – US$ 7,25 bilhões para empréstimos do Programa de Proteção ao Salário
  • combate à covid –  US$46 bilhões para teste e rastreamento, US $ 5,2 bilhões para apoiar a pesquisa e o desenvolvimento de vacinas; US$ 7,5 bilhões em fundos de Centros de Controle e Proteção de Doenças para distribuição de vacinas;
  • ensino remoto – US$ 7,2 bilhões para a Federal Communications Commission (Comissão Federal de Comunicação) para garantir que todos os alunos tenham acesso à Internet;
  • nutrição – aumento de 15% nos benefícios federais do SNAP (Programa de Assistência Nutricional Suplementar) até setembro.

O presidente Joe Biden publicou um vídeo em sua página oficial do Twitter em que comemorou a aprovação do pacote. “A ajuda está aqui”, disse.

“Eu prometi aos norte-americanos que a ajuda estaria a caminho. Nós demos um passo gigante na direção de cumprir essa promessa. Esse plano nos coloca na trilha para combater o vírus e dá as famílias o suspiro que precisavam para passar por esse momento”, diz.

O vídeo destaca a extensão do seguro-desemprego para 11 milhões de pessoas, além dos  recursos destinados às escolas para que possam “reabrir de forma segura”.“Este plano é histórico”, disse o democrata.

A presidente democrata da Câmara, Nancy Pelosi, também se manifestou“Hoje é um dia histórico – um dia que não teria sido possível sem a eleição do Presidente Joe Biden e da vice-presidente Kamala Harris”.

“Juntos, vamos esmagar o vírus, colocando vacinas nos braços das pessoas, crianças de volta à escola em segurança e pessoas de volta ao trabalho com dinheiro no bolso”, completou.

Poder360

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui