Brigitte Macron, esposa do presidente francês, teve sintomas leves do coronavírus. (08/01/2020). 
Ludovic MARIN AFP

A primeira-dama Brigitte Macron teve coronavírus no Natal, mas não apresentou sintomas graves e já está totalmente restabelecida, informaram seus porta-vozes neste sábado (9), confirmando informações veiculadas na imprensa francesa. Brigitte, de 67 anos, testou positivo na véspera de Natal, quando o casal estava de férias no sul da França, na residência oficial de Brégançon.

O presidente Emmanuel Macron ficou doente uma semana antes e passou sete dias em isolamento, afastado da família, nas proximidades de Paris. Enquanto isso, sua esposa permaneceu no Palácio do Eliseu.

Os porta-vozes de Brigitte Macron explicaram que não haviam informado oficialmente da doença porque não houve impacto na agenda oficial da primeira-dama. Ela apresentou sintomas leves da Covid-19 na véspera de Natal e testou negativo uma semana depois, em 30 de dezembro. Com o resultado, ela pôde retornar a Paris e retomar suas atividades no dia 4 de janeiro, esclareceram os porta-vozes.

Boletins médicos de Macron

Já o presidente teve febre, tosse, dores do corpo e fadiga, mas continuou trabalhando à distância. Boletins diários sobre o seu estado de saúde foram divulgados pela presidência, além de um vídeo gravado pelo próprio Macron e postado no Instagram. Ele aproveitou a ocasião para alertar os franceses sobre a importância das medidas de proteção contra o coronavírus, sobretudo durante as festas de fim de ano.

Com informações da AFP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui