Não faltou emoção em Natal! O ABC saiu na frente, ainda no começo do jogo com Maycon Douglas, mas o Botafogo buscou o empate aos 57 da segunda etapa, com Gilvan. O resultado de 1 a 1 levou a decisão para os pênaltis. Na marca da cal, melhor para a equipe potiguar, que venceu por 4 a 1 e avançou na Copa do Brasil.

Eliminado, o Botafogo tentará juntar forças para avançar à semifinal do Campeonato Carioca. O alvinegro carioca vai ter o clássico Vovô, diante do Fluminense, no sábado. O ABC, por sua vez, também tem clássico no domingo. A equipe vai cheia de moral encarar o América, no clássico pelo Estadual, no domingo.

ABC é mortal na chance que tem Os 45 minutos iniciais no Frasqueirão foram de pouca inspiração para ambas as equipes. Os donos da casa começaram tentando com Netinho, que invadiu a área e chutou forte, mas sem direção. Logo depois, Luiz Otávio perdeu a bola para Maycon Douglas.

O atacante finalizou bem de longe e abriu o placar. Após o gol, o time de Natal recuou e deixou o Botafogo jogar, entretanto, o alvinegro carioca não conseguia criar e pouco acionava o jovem Matheus Nascimento no comando do ataque.

O camisa 9 até teve uma boa oportunidade, mas a cabeça, depois de cruzamento de Rafael Carioca, saiu pela linha de fundo. Ricardinho em cobrança de falta e Matheus Frizzo, em batida de fora da área, ainda tentaram, mas ambas as finalizações não pegaram o rumo do gol.

O ABC, por sua vez, só chegou perto em bola parada de Victor Lindenberg, mas Douglas Borges segurou sem sustos.  Emoção até o fim Mesmo em desvantagem, o Botafogo não mostrava uma força ofensiva capaz de alterar o cenário da partida. Por outro lado, o ABC que por pouco não fez o segundo. Bola na área botafoguense e Vinícius Domingues tocou à direita da meta de Douglas Borges.

O time visitante errava muitos nos passes decisivos e, por conta disso, tinha dificuldade nas conclusões. A melhor chance veio em uma sequência incrível. Marcinho bateu de fora da área e Wellington fez grande defesa. No rebote, Warley pegou de primeira, mas mandou em cima do goleiro, que caído, defendeu novamente.

No desespero, o alvinegro carioca insistiu nas jogadas aéreas e levantava bolas em sequência, mas sem uma cabeça que desse destino ao gol do ABC. Somente aos 47, Kanu conseguiu tocar, porém a bola passou por cima da meta de Wellington. Ricardinho, em chute de longa distância, levou perigo, com a batida tirando tinta da trave.

Mas se não foi na técnica, foi no suor, na garra e no sofrimento. Aos 57, no último lance do jogo, escanteio para o Glorioso. Bola na área e o zagueiro Gilvan cabeceou para empatar o duelo e levar a decisão para os pênaltis. Pênaltis Nas penalidades, o ABC foi perfeito. Marcílio, Allef, Marcos Antônio e Janderson fizeram os gols do time potiguar. Pelo lado carioca, apenas três cobranças. Ricardinho marcou, mas Cesinha mandou para fora e Marcinho parou no goleiro.

O Gol

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui