O presidente afirma ter ocorrido fraude na eleição presidencial de 2014 e que em 2018 teria sido eleito no primeiro turnoAnderson Riedel/PR – 9.jul.2021

Em reforço à defesa do voto impresso, o presidente Jair Bolsonaro publicou neste domingo (11.jul.2021) um vídeo de 2015 em que integrantes do PSDB falam da auditoria sobre o resultado da eleição presidencial de 2014. A auditoria não encontrou indícios de fraude, mas o presidente já afirmou, mais de uma vez, que “está comprovada a fraude em 2014” e que Aécio Neves (PSDB-MG) teria sido eleito.

Dep Carlos Sampaio/SP divulga parecer sobre auditoria das urnas em 2014 encomendada pelo PSDB“, escreveu Bolsonaro na publicação. No vídeo, do deputado e então líder do PSDB na Câmara Carlos Sampaio (SP) cita que a auditoria feita pelos tucanos foi motivada por denúncias, divulgadas em redes sociais, de supostas fraudes no dia da votação.

Jamais foi o nosso objetivo questionar o resultado ou mesmo pleitear uma recontagem de votos. Nossa proposta foi fortalecer a confiança do processo eleitoral, já que inúmeras foram as denúncias de fraudes veiculas por eleitores nas redes sociais”, disse. Aécio Neves perdeu as eleições de 2014 por uma diferença de 3,5 milhões de votos para a petista Dilma Rousseff, que foi reeleita.

Sampaio também diz que não é possível afirmar houve fraude ou não porque o sistema é “inaferível e inauditável“. Ele cita ainda “a importância do voto impresso acoplado” para uma auditagem. “Tudo que você não pode aferir e auditar sempre gera um processo de dúvida na cabeça das pessoas”, disse.

O voto impresso se tornou uma das principais pautas bolsonaristas depois de sucessivas declarações do presidente em defesa da mudança. Nos últimos dias, Bolsonaro subiu o tom  de críticas contra o ministro Luís Roberto Barroso, presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Bolsonaro chegou a dizer que as eleições de 2022 poderiam não ocorrer caso o voto impresso não fosse implementado. Em resposta, Barroso garantiu que o pleito ocorreria e afirmou que atuar para impedir eleição configura crime de responsabilidade.

Poder360

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui