Onyx deixará cargo de ministro da Cidadania

O presidente Jair Bolsonaro nomeou nesta sexta-feira, 12, Onyx Lorenzoni, que ocupava o cargo de ministro da Cidadania, como ministro de Estado Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República. A decisão foi publicada em uma edição do Diário Oficial da União e exonera imediatamente Lorenzoni do cargo que ocupava anteriormente. Outro decreto publicado por Jair Bolsonaro nesta sexta-feira nomeou o deputado federal João Roma, do Republicanos da Bahia, para a vaga deixada pelo ex-ministro. Recifense, Roma foi morar na Bahia em 2002, é formado em direito, já foi chefe de gabinete do prefeito ACM Neto e foi eleito como deputado em 2018 com 84,4 mil votos.

 

A informação de que Onyx assumiria a Secretaria-geral foi dada por Jair Bolsonaro na última segunda-feira, 8, durante entrevista divulgada por ele nas redes sociais. Na ocasião, o presidente pontuou que não pretende negociar cargos com o Centrão e disse que Lorenzoni era o único que deveria mudar de cargo em um planejamento a longo prazo.

 

Deputado federal pelo DEM do Rio Grande do Sul, Lorenzoni foi nomeado como ministro da Casa Civil do governo Bolsonaro no momento em que ele assumiu a Presidência da República, em 1º de janeiro de 2019. Ele foi realocado para a pasta da Cidadania em fevereiro de 2020, ficando no lugar do então ministro Osmar Terra.

Jovem Pan

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui