O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), afirmou que substituirá o atual presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, pelo general Joaquim Silva e Luna. O comunicado foi feito nesta sexta-feira (18/2) por rede social.

“O governo decidiu indicar o senhor Joaquim Silva e Luna para cumprir uma nova missão, como conselheiro de administração e presidente da Petrobras, após o encerramento do ciclo, superior a dois anos, do atual presidente, senhor Roberto Castello Branco”, disse o chefe do Executivo

Entenda

Na quinta-feira (18/2), em sua live semanal pelas redes sociais, Bolsonaro disse que considerou o reajuste na gasolina e no diesel, anunciado no mesmo dia pela Petrobras, como “fora da curva” e “excessivo”. Ele ressaltou que haveria consequência.

“Eu não posso interferir e nem iria interferir [na Petrobras]. Se bem que alguma coisa vai acontecer na Petrobras nos próximos dias, tem que mudar alguma coisa. Vai acontecer”, pontuou.

Na ocasião, o presidente anunciou ainda que a partir de 1º de março não haverá qualquer imposto federal incidindo sobre o preço do óleo diesel. Atualmente, incidem sobre o diesel Pis e Cofins.

Os impostos federais sobre o gás de cozinha também serão zerados. A redução, segundo Bolsonaro, será permanente. “Hoje à tarde, reunido com a equipe econômica, tendo à frente o ministro Paulo Guedes, decisão nossa, a partir de 1º de março, não haverá mais qualquer tributo federal no gás de cozinha.”

Metrópoles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui