Início Site

Suécia envia centenas de tropas para reforçar a ilha de Gotland diante da ameaça russa na Ucrânia

GOTLAND 20220116 Gotland's Regiment patrols in tanks on the roads in nothern Gotland Sunday Jan.16 2022 Photo: Karl Melander / TT / kod 75135
GOTLAND 20220116 Gotland’s Regiment patrols in tanks on the roads in nothern Gotland Sunday Jan.16 2022
Photo: Karl Melander / TT / kod 75135

Três tanques suecos patrulhavam uma estrada perto da cidade de Visby, ao norte da ilha de Gotland, no domingo.KARL MELANDER/TT (AP)

A Suécia enviou centenas de tropas no fim de semana para reforçar a ilha de Gotland, um enclave crucial no Mar Báltico , depois que o ministro da Defesa sueco, Peter Hultqvist, alertou que o país escandinavo poderia ser atacado. A operação militar insere-se num contexto de crescente pressão da Rússia na fronteira ucraniana, perante o qual o Governo sueco manifestou a sua preocupação. Em meio às negociações de segurança entre os Estados Unidos, a União Europeia e o Kremlin, tanto Washington quanto Bruxelas temem que o presidente russo, Vladimir Putin , precipite o fim da via diplomática . Na última sexta-feira, o governo Joe Biden alertou para a criação de um falso pretexto para Moscou invadir novamente a Ucrânia, algo que faz com que os países bálticos (Estónia, Letónia e Lituânia) e os países nórdicos (Noruega, Suécia, Finlândia e Dinamarca) fiquem em guarda.

Uma unidade de emergência das Forças Armadas suecas desembarcou em Gotland entre sexta e sábado de avião e balsa de passageiros, trazendo tropas e equipamentos para a ilha. Localizada no meio do Mar Báltico, com acesso à Rússia a partir de São Petersburgo e Kaliningrado, Gotland foi comparada a um porta-aviões. “Quem controla Gotland, controla o Báltico”, foi o mantra que dominou a Defesa na Suécia em 2018 .

“Claramente existe um risco. Um ataque não pode ser descartado. É importante mostrar que não somos ingênuos. A Suécia não será apanhada no sono se algo acontecer. É importante enviar sinais de que levamos essa situação a sério”, disse o ministro Hultqvist em entrevista à rádio pública sueca no sábado. Sete anos após a anexação da península ucraniana da Crimeia, a Rússia multiplicou sua presença na fronteira com seu vizinho na região separatista de Donbas, com até 100 mil soldados.

Nas negociações com os EUA e a UE, Moscovo exige, entre outras exigências, a renúncia à expansão da NATO e ao regresso às fronteiras militares de 1997. A dura retórica diplomática levou a Suécia e a Finlândia, ambas militarmente não alinhadas, a sublinhar que mantêm a possibilidade de se candidatarem à adesão à Aliança Atlântica. Durante anos, as pesquisas revelaram que pouco menos de 40% da população sueca gostaria de um referendo sobre a adesão à OTAN.

Em agosto de 2020, ocorreu uma situação semelhante em que o governo escandinavo enviou veículos blindados em uma balsa, enquanto a Rússia realizava uma série de exercícios na região. Apesar da chegada de tropas neste fim de semana, altos oficiais militares tentaram acalmar os moradores: “Durmo bastante bem à noite e o risco de conflito armado é baixo”, disse Mattias Ardin, chefe do regimento de Gotland, ao jornal sueco Aftonbladet .

Junte-se ao EL PAÍS para acompanhar todas as novidades e ler sem limites.

SE INSCREVER

A mídia sueca também informou que um drone não identificado sobrevoou Estocolmo no sábado, incluindo o Palácio Real. Não é o primeiro veículo aéreo não tripulado detectado pelas autoridades suecas. A polícia informou na sexta-feira que drones não identificados sobrevoaram pelo menos uma e possivelmente até quatro usinas nucleares. Uma ação que eles chamaram de “extremamente grave”.

El País 

União inclui 11 estados em programa que facilita abertura de empresas


Sophia Bernardes

Ministério da Economia acredita que programa esteja disponível em todos os estados até o fim do ano

Empreendedores de mais 11 estados brasileiros passarão a contar com o Balcão Único para iniciar um novo negócio. Segundo informou, nesta segunda-feira, o Ministério da Economia, por esse sistema, é possível abrir uma empresa  sem sair de casa e sem burocracia: basta preencher um formulário digital. A expectativa da pasta é que, até o fim de 2022, todas as unidades da federação serão atendidas.

Hoje, apenas os estados de São Paulo, Pernambuco, Bahia, Pará, Rio Grande do Sul e Distrito Federal contam com o Balcão Único. Com a ampliação anunciada pelo governo, até o fim deste mês, 17 unidades da federação serão atendidas. Os novos entrantes são Paraná, Piauí, Rondônia, Maranhão, Alagoas, Goiás, Sergipe, Tocantins, Paraíba, Rio Grande do Norte e Espírito Santo.

O Balcão Único é uma solução tecnológica que integra os dados entre órgãos de cada esfera do governo. De acordo com os técnicos, entre as novidades, a principal é que o empreendedor não precisa mais a vários órgãos para abrir o negócio. Além disso, o uso da assinatura digital é gratuita, o que reduz custos.

Com o Balcão Único, é possível abrir abrir uma empresa em menos de dois dias. É quase um terço do tempo que era gasto pelos empreendedores para a abertura de negócios em janeiro de 2019, quando o processo demorava, em média, cinco dias.

Em locais onde o sistema não está implementado, os empresários precisam entrar no portal da junta comercial e nas diversas plataformas do governo federal e dos municípios para realizar o registro e dar início ao funcionamento da empresa. Com o Balcão Único, tudo é realizado em um só lugar. O empreendedor efetua o registro do negócio e já obtém o número do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), nos casos em que as licenças e alvarás sejam dispensados.

“Os cidadãos podem abrir uma empresa muito mais rapidamente, sem burocracia, sem perder tempo com exigências e deslocamentos desnecessários, resolvendo tudo em um só lugar”, disse o secretário especial de desburocratização, gestão e governo digital do Ministério da Economia.

IG 

Após erupção de vulcão, habitantes de Tonga estão isolados do resto do mundo


Tonga estava praticamente isolada do resto do mundo, nesta segunda-feira (17), depois que a erupção de um vulcão submarino paralisou as comunicações nesta país insular do Pacífico.
 via REUTERS – TONGA GEOLOGICAL SERVICES

O arquipélago de Tonga estava praticamente isolado do resto do mundo, nesta segunda-feira (17), após a erupção de um vulcão submarino seguida de um tsunami, que paralisou as comunicações do país situado na costa do Pacífico.

A erupção do vulcão Hunga Tonga-Hunga Haa’pai, ocorrida há dois dias, cobriu Tonga de cinzas, provocando um tsunami em todo o Pacífico, matando duas pessoas no Peru. Os países vizinhos e as agências internacionais continuam avaliando a extensão dos danos que, de acordo com a primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, podem ser “significativos”.

A Nova Zelândia e a Austrália enviaram nesta segunda-feira (17) aviões de reconhecimento para avaliar os danos e disponibilizaram aeronaves de transporte militar C-130 para transportar suprimentos ou pousar, se as pistas estiverem operacionais. Especialistas alertaram que a internet pode permanecer cortada por várias semanas para as quase 100 mil pessoas que vivem no país.

A explosão vulcânica de sábado afetou severamente a capital Nuku’alofa, coberta de cinzas, e cortou um cabo de comunicação subaquático, que pode levar duas semanas para ser restabelecido. A erupção foi sentida até no Alasca, causando uma onda que atingiu as costas do Pacífico, do Japão aos Estados Unidos.

“Sabemos que água é uma necessidade imediata”, disse Ardern a repórteres, explicando que a Nova Zelândia depende de telefones via satélite para se comunicar com o país. Os voos de reconhecimento ajudarão a informar o governo tonganês sobre a extensão dos danos causados pelo vulcão e pelo tsunami e identificar as necessidades de ajuda, acrescentou Ardern.

Erupção de vulcão isola Tonga do resto do mundo
Erupção de vulcão isola Tonga do resto do mundo via REUTERS – CIRA/NOAA

Sem contato com a família

O ministro da Defesa da Nova Zelândia explicou que o país insular conseguiu restaurar a eletricidade em “grandes partes” da cidade. Com as comunicações cortadas, os tonganeses fora do país tentam desesperadamente falar com seus familiares.

“Não consigo entrar em contato com minha família, não há comunicação”, disse à AFP Filipo Motulalo, jornalista da Pacific Media Network. “Nossa casa está entre aquelas próximas à área que já foi inundada, então não sabemos a extensão dos danos”, disse. Motulalo indicou que muitos tonganeses no exterior estão preocupados. “Acho que o pior é o apagão e o fato de não sabermos nada”.

Erupção de vulcão isola Tonga do resto do mundo
Erupção de vulcão isola Tonga do resto do mundo via REUTERS – CIRA/NOAA

Internet cortada

Muitos estão preocupados com os idosos enfrentando o ar cheio de poeira vulcânica. O diretor da rede Southern Cross Cable Network, Dean Veverka, disse que a internet pode ficar inativa por duas semanas. “Estamos recebendo informações imprecisas, mas parece que o cabo foi cortado”, declarou. “O reparo pode levar até duas semanas”, explicou. A Southern Cross está ajudando a Tonga Cable Limited, proprietária do cabo de 872 quilômetros que liga o país insular a Fiji e de lá ao resto do mundo.

Inicialmente, acreditou-se que a falta de sinal era devido a uma queda de energia após a erupção. Mas os testes  indicaram que era uma ruptura no cabo. Tonga já esteve sem telecomunicações por duas semanas em 2019, quando a âncora de um navio cortou o cabo. Um pequeno serviço de satélite operado localmente foi então estabelecido para permitir um contato mínimo com o mundo exterior.

(Com informações da AFP)

10 homens mais ricos do mundo dobraram patrimônio na pandemia, diz Oxfam

GETTY IMAGES – Jeff Bezos, citado na lista dos 10 homens mais ricos do mundo, que inclui Elon Musk e outros

A pandemia tornou os bilionários do mundo muito mais ricos e levou mais pessoas a viver na pobreza, de acordo com um novo relatório da organização não-governamental britânica Oxfam.

A queda na renda dos mais pobres do mundo contribuiu para a morte de 21 mil pessoas por dia, afirma o relatório.

No entanto, as dez pessoas mais ricas do mundo mais que dobraram suas fortunas coletivas desde março de 2020, segundo a Oxfam.

A Oxfam normalmente divulga um relatório sobre a desigualdade global no início da reunião do Fórum Econômico Mundial em Davos. O evento reúne milhares de líderes empresariais e políticos, celebridades, ativistas, economistas e jornalistas na estação de esqui suíça para debates, festas e palestras.

No entanto, pelo segundo ano consecutivo, o Fórum de Davos (que estava agendado para esta semana) será realizado apenas online, devido ao surgimento da variante ômicron.

Fim do Talvez também te interesse

Os temas das discussões desta semana incluem o provável futuro da pandemia, a desigualdade na distribuição das vacinas e a transição energética.

Danny Sriskandarajah, executivo-chefe da Oxfam, disse que a ONG lança o relatório a cada ano para coincidir com Davos, na tentativa de atrair a atenção das elites econômicas, empresariais e políticas.

A equipe da BBC News Brasil lê para você algumas de suas melhores reportagens

Episódios

“Este ano, o que está acontecendo está fora da realidade”, disse ele. “Houve um novo bilionário criado quase todos os dias durante esta pandemia, enquanto 99% da população mundial está pior por causa de lockdowns, menos comércio e menos turismo internacional. Como resultado disso, mais 160 milhões de pessoas foram empurradas para a pobreza.”

“Algo está profundamente errado em nosso sistema econômico”, acrescentou.

De acordo com dados da Forbes citados pela instituição, os 10 homens mais ricos do mundo são: Elon Musk, Jeff Bezos, Bernard Arnault e família, Bill Gates, Larry Ellison, Larry Page, Sergey Brin, Mark Zuckerberg, Steve Ballmer e Warren Buffet.

Embora coletivamente a riqueza deles tenha crescido de US$ 700 bilhões para US$ 1,5 trilhão (de R$ 3,8 trilhões para R$ 8,3 trilhões), há uma discrepância grande entre eles, com a fortuna de Musk crescendo mais de 1.000%, enquanto a de Gates subiu “apenas” 30%.

Com base em números divulgados em outros estudos, o relatório faz menções ao Brasil, ao citar como os mais pobres do mundo vivem hoje. O documento diz que:

  • em São Paulo, as pessoas nas áreas mais ricas podem esperar viver 14 anos a mais do que aqueles nas áreas mais pobres;
  • afrodescendentes e indígenas no Brasil, dalits na Índia e nativos americanos, latinos e negros nos EUA enfrentam impactos duradouros desproporcionais da pandemia;
  • no Brasil, negros são 1,5 vezes mais propensos a morrer de covid-19 do que brancos.

Como a Oxfam calcula esses números?

O relatório da Oxfam é baseado em dados da Forbes Billionaires List e do relatório anual Credit Suisse Global Wealth, que compila a distribuição da riqueza global desde 2000.

A pesquisa da Forbes usa o valor dos ativos de um indivíduo, principalmente propriedades e terras, menos dívidas, para determinar o que ele ou ela possui. Os dados excluem salários ou rendimentos.

A metodologia já foi criticada no passado por distorcer determinados dados. Por exemplo, um universitário com grandes dívidas estudantis, mas com alto potencial de ganhos futuros, seria considerado pobre dentro dos critérios utilizados.

O relatório da Oxfam, que também foi baseado em dados do Banco Mundial, disse que falta de acesso à saúde, fome, violência baseada em gênero e colapso climático contribuíram para uma morte a cada quatro segundos.

Ele disse que, por causa da covid, hoje 160 milhões de pessoas a mais vivem com menos de US$ 5,50 (R$ 30) por dia.

O Banco Mundial usa US$ 5,50 por dia como medida de pobreza em países de renda média alta.

O relatório também diz que:

  • A pandemia está forçando os países em desenvolvimento a cortar gastos sociais à medida que as dívidas nacionais aumentam
  • A igualdade de gênero sofreu um retrocesso, com 13 milhões de mulheres a menos no trabalho agora do que em 2019 e mais de 20 milhões de meninas em risco de nunca mais voltar à escola
  • Grupos minoritários étnicos foram os mais atingidos pela covid, incluindo os bengaleses do Reino Unido e a população negra dos EUA

“Mesmo durante uma crise global, nossos sistemas econômicos injustos conseguem oferecer lucros inesperados para os mais ricos, mas falham em proteger os mais pobres”, disse Sriskandarajah.

Ele disse que os líderes políticos agora têm uma oportunidade histórica de apoiar estratégias econômicas mais ousadas para “mudar o curso mortal em que estamos”.

Girls coming home from school in Liberia

CRÉDITO,GETTY IMAGES

Legenda da foto,É improvável que muitas meninas voltem à escola após a pandemia, segundo a Oxfam

Isso deve incluir regimes tributários mais progressivos, que impõem taxas mais altas sobre capital e riqueza, com a receita investida em “saúde universal de qualidade e proteção social para todos”, disse Sriskandarajah.

A Oxfam também está pedindo que os direitos de propriedade intelectual das vacinas contra covid-19 sejam dispensados para permitir uma produção mais ampla e distribuição mais rápida.

No início deste mês, o presidente do Banco Mundial, David Malpass, expressou suas preocupações com o aumento da desigualdade global, argumentando que o impacto da inflação e as medidas para combatê-la provavelmente causarão mais danos aos países mais pobres.

“As perspectivas para os países mais fracos ainda estão ficando cada vez piores”, disse ele.

BBC Brasil 

São Paulo vence o Vasco por 4 a 2 e avança para as quartas de final da Copinha

Atacantes do São Paulo comemoram um dos gols na vitória contra o Vasco

O duelo entre São Paulo e Vasco agitou a noite de segunda-feira, dia 17, da Copinha. O Tricolor Paulista se saiu melhor e venceu por 4 a 2 os cariocas, em São Caetano do Sul. Assim como nos últimos jogos, o São Paulo abriu o placar bem cedo.

Aos três minutos, Maioli aproveitou cruzamento e marcou de cabeça. Aos 21, Maioli apareceu novamente para finalizar, desta vez aproveitando uma sobra de bola e batendo com força. O Vasco assustou no fim do primeiro tempo, mas o jogo foi para o intervalo com o Tricolor na frente. Na segunda etapa, aos 31 minutos, Talles Wander apareceu para finalizar cruzado e fazer o terceiro do São Paulo.

Cinco minutos depois, o Vasco diminuiu com Figueiredo. Aos 37, Andrey marcou mais um para o Vasco, baixando o placar para 3 a 2. Porém, a reação carioca parou quando aos 45 minutos, Vitinho fez o quarto do time paulista e fechou o placar. Agora o São Paulo enfrenta o Cruzeiro na quarta-feira, dia 19.

Jovem Pan 

Mulher de Roberto Jefferson faz apelo para que ex-deputado seja transferido da prisão para hospital

Ana Lúcia Jefferson faz apelo ao STF para que marido possa receber tratamento médico em hospital

 

A esposa do ex-deputado Roberto JeffersonAna Lúcia Jefferson, fez um apelo para que seja permitida a transferência do marido para um hospital onde possa ser tratado de uma doença, ainda não identificada, que o fez ter febre e sintomas respiratórios. Jefferson está detido no Complexo Penitenciário do Gericinó, em Bangu, no Rio de Janeiro, por ordem do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes no âmbito do inquérito das milícias digitais. Em vídeo que circula pelas redes sociais, Ana Lúcia diz ter conversado com a médica que atende o marido, e ouvido que ele estaria muito mal. A defesa de Jefferson solicitou uma transferência para o Hospital Samaritano da Barra na última semana, e Moraes pediu ao diretor do presídio que se manifestasse se havia a possibilidade do tratamento ser realizado no próprio complexo, onde o ex-deputado ainda está.

“Eu venho aqui fazer um pedido às autoridades, a quem puder ajudar, ao presidente Bolsonaro, para ele ser transferido para o hospital. Acabei de receber uma ligação da médica, o laboratório ligou para ela, que o D-Dímero dele está altíssimo e o Roberto tem comorbidades, não tem como ficar naquele presídio. [Ele] Precisa ser transferido para o hospital com urgência. Ele está correndo risco de vida. Gente, quem puder, me ajudem, quem for autoridade, olhe por ele, por favor”, diz Ana Lúcia no vídeo, chorando. Os D-Dímeros são partículas que surgem com a degradação da fibrina no sangue, proteína que faz parte da coagulação sanguínea. A alta quantidade de D-Dímeros pode indicar risco maior de trombose venosa profunda (TVP) e tromboembolismo pulmonar (TEP). Os exames de Jefferson indicaram 1598,20 ng/Ml (nanogramas/Mililitro) de D-Dímeros no sangue, quando o valor de referência é de 500 ng/Ml).

Jovem Pan 

Ministério da Saúde abriu processo administrativo para apurar erro em vacinação infantil, revela Queiroga

Marcelo Queiroga é o quarto ministro da saúde no Brasil desde o início da pandemia de Covid-19

 

ministro da saúde do Brasil, Marcelo Queiroga, informou que já foi aberto um processo administrativo para o erro ocorrido na vacinação de crianças contra a Covid-19 na Paraíba, em que 48 crianças receberam doses destinadas a adultos, e não as pediátricas, que têm um terço do volume. Em entrevista ao Jornal Jovem Pan, da Jovem Pan News, Queiroga informou que os casos serão monitorados. “Estou em diálogo com as autoridades sanitárias para que se faça um monitoramento adequado, que não é só acompanhar essas crianças, é preciso examiná-las. Precisamos fazer a virada sorológica. Já há um processo administrativo instaurado para apurar as responsabilidades, o Ministério Público Federal também acompanha esses casos e, neste momento, o foco é apoiar as famílias”, declarou o ministro. Ele ainda cobrou que esse tipo de situação não se repita e destacou algumas diferenças, como realizar a vacinação das crianças num local separado da dos adultos, com profissionais diferentes e com frascos com tampas de cores diferentes.

Queiroga ainda ressaltou os esforços no sentido de ampliar a testagem contra a Covid-19 no Brasil. “Há uma dificuldade de testes no mundo inteiro. Agora em janeiro vamos distribuir cerca de 28 milhões de testes. Até o dia 15 já distribuímos 13 milhões para Estados e municípios. Em fevereiro, já está garantida a distribuição de 7,8 milhões, e é possível ampliar essa oferta. O governo federal já encaminhou à Anvisa um pedido para a liberação da venda de testes nas farmácias para quem desejar fazer o autoteste. Vamos fortalecer a distribuição dos testes para os Estados. Esperamos que a Anvisa ratifique o encaminhamento do Ministério da Saúde para autorizar a venda desses testes nas farmácias, e cada farmácia que tem um farmacêutico responsável, técnico, terá a incumbência de orientar quem adquiro-los, inclusive no que tange à notificação dos resultados. Precisamos ampliar a oferta desses testes, ampliar a concorrência, para que os valores caiam e aqueles que usam o sistema privado possam ter acesso a testes por um valor mais adequado”, afirmou.

Sobre a variante Ômicron, mais transmissível, o titular do Ministério da saúde comentou acompanhar a situação, e ter uma preocupação especial com a região Norte. “O Ministério da Saúde faz a vigilância não só dos casos mas também da capacidade de resposta do sistema de saúde. Houve um aumento das internações, mas não todas as internações se devem à Covid-19, nós temos internações da H3N2, mas ainda não há uma pressão como houve no pico da variante gama. Há um aumento na atenção primária porque os casos de Ômicron afetam mais as vias aéreas superiores. Não é que se menospreze o impacto da Ômicron em idades mais elevadas ou com comorbidades podem ter desfechos graves, e em relação aos profissionais de saúde há uma preocupação porque são os profissionais que estão atendendo as pessoas. Estamos acompanhando diariamente essa questão. O que nos preocupa é a questão da região Norte, porque a cobertura vacinal na região Norte e em alguns estados do Nordeste é mais baixa. Quando a cobertura vacinal é mais baixa a população fica mais exposta. E é justamente nessas regiões onde o sistema de saúde tem uma estrutura mais frágil, e aí se houver alguma pressão, isso pode criar algum tipo de transtorno, que eu espero que não seja como no pico da variante gama”, disse o ministro da Aaúde.

Confira a entrevista completa com Marcelo Queiroga no Jornal Jovem Pan desta segunda, 17

Solidariedade projeta eleger 5 a 6 deputados estaduais e um deputado federal

O novo presidente do Solidariedade da Paraíba, Drº Aledson Moura, disse, em entrevista exclusiva ao PB Agora, que a legenda deve lançar 37 nomes para disputar vagas na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB).

De acordo com Aledson, que é um dos principais pré-candidatos a deputado estadual do grupo e possui um nome forte na cidade de Princesa Isabel, onde seu irmão foi candidato a prefeito em 2020, a expectativa é de que 5 a 6 pré-candidatos deste grupo sejam eleitos.

Além disso, a direção do Solidariedade espera que um deputado federal seja eleito também pelo partido.

Fazem parte do grupo, em sua maioria, políticos que estão sem mandato, a exemplo do ex-prefeito de Cruz do Espírito Santo, Pedrito Gomes (DEM), e o ex-deputado estadual Toinho do Sopão.

PB Agora

Santa Rita inicia aplicação da vacina contra Covid-19 em crianças

A Prefeitura de Santa Rita, por meio da Secretaria de Saúde, iniciou na manhã desta segunda-feira (17), a vacinação contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos com comorbidades ou deficiência permanente.
O menino Juanribe Miguel Felipe, de 5 anos, acompanhado pela mãe foi o primeiro a ser vacinado em Santa Rita. A criança que se enquadra no grupo prioritário foi vacinado com a primeira dose, do imunizante da Pfizer Pediátrica.
No município foi preparado um dia todo especial e colorido para receber as crianças nos pontos de vacinação. Com a presença de personagens infantis, distribuição de pipoca, algodão doce e guloseimas.
O secretário de saúde de Santa Rita, Luciano Carneiro, destacou a importância da imunização. “Hoje com muita alegria iniciamos a vacinação pelas crianças com deficiência ou comorbidades, seguindo a recomendação do Ministério da Saúde. Também estamos promovendo o ‘Vacina na Escola’ para chegar mais próximo das crianças. Precisamos que os pais se atentem, e percebam o quanto é importante a vacinação das crianças santa-ritenses”, disse.
Nesta terça-feira (18), a imunização será ampliada para as crianças de 11 anos sem comorbidades. Essa abertura da vacinação para as crianças sem comorbidades será feita de forma gradativa, e de acordo com o quantitativo de doses repassadas ao município.
Secom, da Prefeitura de Santa Rita 

Secretário é exonerado em Lucena após erro em vacina de crianças; prefeito fala em ‘confusão’ e ‘equívoco’

O secretário de Saúde de Lucena, Antônio Paulo, foi exonerado nesta segunda-feira (17), após o caso de erro na vacinação contra a Covid-19 em crianças em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) do município.

O prefeito de Lucena, Léo Bandeira, disse que, assim que tomou conhecimento, afastou os profissionais de saúde envolvidos no caso, a enfermeira que aplicou a vacina, a coordenadora de imunização o secretário de Saúde do município.

Ele explicou que o treinamento dado aos profissionais é online: ‘Esse fato da imunização de crianças vem repercutindo e deixa a população confusa em relação a isso, se falava muito. Creio eu que por conta disso tenha havido esse equívoco”

As crianças que receberam o imunizando indevidamente estão  estão sendo acompanhadas por agendes de saúde e médicos, disse o prefeito. Nenhum caso de adversidade teria sido encontrado até o momento.

Wscom