Joe Biden (Foto: Reuters/Leah Millis

247 – O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, sancionou nesta quarta-feira (10) lei que propõe mais sanções e outras medidas punitivas contra o governo do presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, que ampliou seu domínio no poder em uma eleição que Washington denunciou como farsa.

Biden, que acusou Ortega de orquestrar a votação de domingo como uma “eleição pantomima que não foi livre nem justa”, deu sua aprovação ao projeto uma semana após sua aprovação final pelo Congresso dos EUA com apoio bipartidário esmagador.

O governo Biden planeja anunciar novas sanções à Nicarágua “muito em breve”, afirmou uma autoridade graduada do Departamento de Estado à Reuters na terça-feira, dizendo que seria apenas a primeira de uma série de medidas dos EUA que “aumentarão com o tempo”.

.

Ortega, que conquistou seu quarto mandato consecutivo, é acusado de prender rivais políticos e reprimir a mídia crítica. .

Na noite de segunda-feira, Ortega rebateu seus críticos norte-americanos como “imperialistas ianques” e os acusou de tentar minar o processo eleitoral da Nicarágua.

Cuba, Venezuela e Rússia ofereceram apoio a Ortega.

A Casa Branca anunciou a sanção do projeto de lei por Biden quando membros da Organização dos Estados Americanos (OEA) se reuniam na Guatemala para uma reunião previamente agendada, em que os Estados Unidos estão trabalhando com outros países no que esperam ser uma resolução forte contra Ortega.

Brasil 247 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui