BBB 21: Gil fala sobre noite quente com LucasImagem: Reprodução/ Globoplay

Você pediu e uma das tradições mais aguardadas do ano está de volta. A popular cotação dos brothers é um evento semanal em que a Coluna Chico Barney estabelece o status de cada participante de acordo com uma leitura fria e altamente especializada.

Após as eliminações de Kerline campeã e Arcrebiano, além da saída precoce de Lucas, veja como está o cenário do jogo no cativante BBB 21.

> EM ALTA

Gil: Carismático, inteligente e corajoso. Gil do Vigor parecia promissor desde os primeiros momentos do programa e, para surpresa geral da nação, está tentando realizar uma entrega à altura da expectativa. Com uma votação ridícula, menos de 2% no paredão, faz o povo acreditar que é possível sonhar de novo.

Sarah: A Carrie Mathison brasileira é uma das figuras mais interessantes dos últimos anos. Teve sensibilidade para entender o entorno e montou uma dissidência para confrontar a maioria.

Juliette: No começo, parecia um pouco chatinha. E eis que 2 semanas depois, ainda estamos no começo. Perseguida pelo gabinete da maledicência, conquistou rapidamente o coração do público, mas ainda parece querer a aprovação interna.

> EM BANHO-MARIA

Carla: Olhou para o abismo e, mesmo com o abismo olhando de volta enquanto exclamava alguns impropérios, manteve a calma. Tem a firmeza e a doçura que apenas o Orfanato Raio de Luz poderia conferir a alguém.

Viih: Para quem entrou famosa por se envolver em atribulações com saliva e felinos, até que a youtuber está demonstrando algum bom senso. Já com 20 anos, um pouco mais madura, a Fernanda Montenegro dos vlogs procura estabelecer seus posicionamentos com a serenidade de veterana.

Camilla: Entrou disposta a se tornar a voz da razão do BBB 21. É uma tarefa incrivelmente simples, bastando apenas rimar lé com cré naquele antro de doidos. De qualquer forma, precisamos parabenizar a influenciadora por pelo menos fazer o mínimo quando ninguém mais tentou.

Thais: Traz a doce lembrança de tempos mais simples. Vê-la com muita dificuldade para se expressar na temporada com mais participantes palestrinhas remete a uma época em que a rapaziada fazia rodinha na piscina e ficava gritando “uh, é BBB”.

João: Ainda não sabemos quem é João. Muitas vezes nem ligamos o nome à pessoa. Isso não deve ser bom para os negócios.

> EM QUEDA

Caio: O brasileiro estava preparado para amá-lo. O Tirulipa Agro parecia suficientemente divertido e com alguma disponibilidade para interagir com um elenco tão diverso. Mas preferiu se esconder na sombra do insólito ídolo Rodolffo. Não animou.

Rodolffo: Você pode até gostar do sertanejo, se tiver a boa vontade de ignorar seus comentários, suas posturas e também a maneira como ele desenha a barba. Por mim, tudo bem.

Arthur: O Ivan Moré do BBB. Desistiu do futebol para virar palestrante. Um negócio muito esquisito. Parece gostar da ideia de paquerar Carla, mas apenas como conceito.

> EM DESGRAÇA

Fiuk: Filipe Kartalian Lestat de Liouncurt entrou cheio de promessas. Queria ser a nova Manu Gavassi, colorido, engajado e prafrentex. Mas diferente da cantora, tentou segurar um personagem sem nenhum estofo real. Agora fica pelos cantos repetindo chavões para não ser pego na mentira. Está refém de uma história que ninguém pretende ouvir.

Pocah: Para a decepção de seus milhões de fãs, quando está acordada a funkeira passa os dias repetindo frases feitas com a mesma voz que Heloisa Périssé fazia em “O Diário de Tati”. Ainda ferrou o Lucas, que era menino bom, com uma acusação sem pé nem cabeça. Vacilou.

Nego Di: O autodenominado humorista gaúcho gosta basicamente de duas coisas: o som da própria voz e contar para os outros a própria trajetória como se fosse cheia de lições. Quando se distrai e foge da adulação sistemática a si mesmo, dedica forte verborragia para falar mal dos outros.

Lumena: Perversa, usa do seu conhecimento a respeito de causas importantes para exaltar afetos e perseguir adversários. Como caricatura, é uma das personagens mais fortes da temporada —assim como Carminha em Avenida Brasil, Max Cady em Cabo do Medo e o capitão Fábio em Tropa de Elite.

Karol: Quem pode com ela? Nem a realidade é capaz de pará-la. A inimiga dos fatos não conhece limites e leva todo mundo a um extremo quase inegociável. Enquanto decepciona milhares de fãs aqui fora, parece ter conquistado alguns novos lá dentro.

Projota: Achou que seria o Buda ditoso de Curicica. Mas agiu de maneira vil e cruel com Lucas e outros desafetos. Acabou deixando claro que jogou fora uma boa oportunidade, a de não entrar no BBB.

E essas foram as minhas humildes opiniões. Se você não gostou, semana que vem tem outras.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui