Em jogaço na Allianz Arena, o Bayern de Munique conseguiu a vitória sobre o Borussia Dortmund, por 3 a 2, para ficar com o título da Supercopa da Alemanha.  Os bávaros chegaram a abrir 2 a 0, viram os Aurinegros reagirem e tiveram de mostrar força para buscar um gol já perto do fim, com Kimmich, para ficar com o troféu.

Bayern abre boa vantagem O duelo começou estudado, com as duas equipes hesitando um pouco em avançar. O que os dois lados queriam mesmo era espaço para contra-atacar. O primeiro que conseguiu foi fatal, e abriu o placar da decisão.  A bola estava no campo de ataque do Borussia Dortmund, com bola alçada na área.

A defesa cortou, e Thomas Müller mandou um excelente passe para Robert Lewandowski na direita. O polonês mandou no meio para Tolisson, que parou no travessão, mas insistiu para mandar a sobra para a rede.  Os passos de Müller levavam o time de Flick para frente, mas também a movimentação de Kimmich.

O meia ameaçou em cabeçada na área e deu trabalho para Bürki em forte arremate de fora da área. O ataque bávaro funcionava bem.  Os Aurinegros conseguiram a resposta com o capitão Marco Reus. O atacante recebeu na frente, limpou a marcação e mandou arremate cruzado, já na área, mas Manuel Neuer fez a defesa.

Haland ficou na bronca, esperando um passe.  Apesar do susto, o Bayern seguiu no controle da partida e marcou o segundo gol aos 31 minutos. A jogada foi muito elaborada e acabou com Davis na canhota. O canadense cruzou na medida e Müller ganhou no alto da defesa para marcar.  O Dortmund parecia sucumbir, mas conseguiu uma sobrevida em erro de Pavard na saída de bola.

O time de Favre recuperou, e Haland deixou para Julian Brandt bater firme para explodir a rede, dando mais emoção ao embate.  Reação aurinegra e Kimmich O Borussia teve tudo para empatar a partida no início do segundo tempo. Meunier avançou na direita e saiu na cara do gol, mas falhou na hora do arremate e chutou para fora, desperdiçando uma grande oportunidade de marcar.

Quando a chance esteve nos pés de Haland, não teve jeito. Delaney conseguiu deixar o norueguês na cara do gol, e logo com chance de arremate com a perna canhota… Haland mandou para a rede e deixou tudo igual no marcador.  O próprio Haland teve uma chance de ouro para virar.

O atacante recebeu em velocidade em contragolpe, avançou sozinho na direção da área e bateu forte de canhota, mas Neuer cresceu e manteve o empate com uma defesaça.  A chance desperdiçada por Haland não foi perdoada, e nem o erro de Delaney na saída de bola. O meia teve passe interceptado por Kimmich, e o atleta bávaro tabelou com Lewandowski para buscar arremate na área.

Bürki fez a defesa em um primeiro momento, mas Kimmich, mesmo caído, conseguiu mandar para dentro na sobra.  Dessa vez, o Bayern administrou bem a vantagem.

O Dortmund não voltou a ameaçar e o título da Supercopa ficou mesmo em Munique. É mais um troféu para esse incrível time comandado por Flick.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui