O Borussia Monchengladbach deu trabalho, mas o Bayern de Munique confirmou o favoritismo em casa e venceu, por 2 a 1, para ficar muito perto do título da Bundesliga.  Com a vitória, a décima seguida da equipe na Bundesliga, os bávaros seguem a sete pontos de vantagem para o Borussia Dortmund, vice-líder, e agora só precisam de uma vitória na próxima rodada para levantar a salva de prata.

Os Potros podem ser afastados do G4.  O jogo dos sete erros O Bayern de Munique começou em marcha lenta, mas, aos poucos, foi sufocando o adversário no campo de defesa. Cuisance deu o primeiro aviso em tiro após ajeitada de peito de Perisic. A bola passou perto do gol de Sommer.  Pouco depois do lance, um raro ataque do Borussia Monchengladbach assustou:

Embolo enfiou bola para Hoffmann, que mandou para a rede, mas teve o tento anulado por impedimento.  Os Potros eram sempre velozes e verticais quando tinham a bola nos pés. Os bávaros sufocavam com pressão territorial. Eram duas estratégias, mas com intensidades equivalentes.  O que quase desequilibrou foi um erro, e um erro gigante de Matthias Ginter.

O zagueirão deixou a bola para Lucas Hernández, na cara do gol, mas Sommer adivinhou o canto e fez a defesa.  O erro do outro lado foi de Alaba, que deu espaço nas costas para Embolo concluir cruzamento da direita. Neuer pegou a primeira, e o suíço desperdiçou o rebote.  As falhas não pararam, até que alguém, enfim, aproveitou uma delas.

Sommer errou o passe na saída de bola e Zirkzee ficou com o gol livre para, com tranquilidade, abrir o placar.  Ainda antes do intervalo, o Borussia aproveitou outro erro para arrancar o empate. Herrmann cruzou da direita e Pavard, de carrinho, acabou marcando contra.  Campeão do gelo O Monchengladbach cresceu na volta do intervalo. Nos primeiros dez minutos, deu bastante trabalho para Neuer.

Aos oito, o goleiro fez grande defesa em forte chute de Herrmann.  Depois de 15 minutos em baixa, o Bayern se recuperou com alterações e voltou a assustar com Gnabry, que mandou chute no cantinho e Sommer se esticou para evitar o gol.

A partida na segunda parte se manteve equilibrada, mas dessa vez as defesas estavam mais ajustadas e a intensidade também foi outra, de ambos os lados.  Aos 40 minutos, a partida estava fria, podemos dizer até gelada, mas, em uma troca de passes, o Bayern achou Pavard na direita.

O francês, aproveitando uma desatenção da zaga, cruzou para Goretzka, na pequena área, desviar e mandar para a rede. O título não veio hoje, mas não deixa de estar próximo…

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui