Bahia vence o Botafogo, encerra o jejum de triunfos e complica rival carioca

Em duelo cheio de tensão pela presença dos times na zona de rebaixamento, melhor para o visitante o Bahia. O time de Salvador saiu do Estádio Nilton Santos com o triunfo por 2 a 1, após um longo jejum de nove jogos. Pior para o Botafogo, que só venceu uma partida no Brasileiro e segue no Z-4.

Os gols do jogo foram marcados por Gilberto e Élber, pelo lado tricolor, e Pedro Raul, para os alvinegros.  A partida era válida pela primeira rodada e foi adiada devido à presença do Bahia na final do Estadual. Com os três pontos, o time baiano foi aos 12 e ocupa o 16º lugar na tabela. Na próxima rodada, o time de Mano Menezes recebe o Sport, domingo, 18h15. Já o Botafogo, tem 11 pontos e está na penúltima colocação.

O Glorioso vai ter o clássico Vovô, diante do Fluminense, em casa, no domingo, às 11h.  Bahia é mais perigoso Ambas as equipes iniciaram a partida pressionadas, na zona de rebaixamento da competição. O Botafogo, dono da casa, tentou mostrar o seu poder de mandante e pressionou o Bahia logo nos primeiros minutos.

Nazário cobrou escanteio e Kanu cabeceou para fora. Mas foi só. A partir daí, o Esquadrão de Aço melhorou no jogo e passou a criar chances mais perigosas. Juninho Capixaba arriscou chute de fora da área, por cima do gol de Cavalieri. Clayson avançou pela ponta esquerda e cruzou para Gilberto, mas o goleiro botafoguense chegou primeiro e defendeu.

A chegada mais perigosa foi a cabeçada de Ernando, que tirou tinta da trave. Porém, aos 41, em cobrança de falta na entrada da área, Gilberto apareceu para testar e abrir o placar. O Botafogo só conseguiu ameaçar em chute de longa distância de Forster. O goleiro Douglas apenas acompanhou a batida ir para fora.

Tricolor mata o jogo Autuori fez três substituições para a etapa complementar, mas foi o Bahia que quase marcou um gol. Eric Ramires recebeu livre, dentro da área, cara a cara com Cavalieri, mas mandou para fora. O Botafogo cresceu e passou a dominar as ações, ocupando o campo de ataque, mas enfrentando um Bahia bem fechado.

Em levantamento para a área, Forster cabeceou e Douglas fez uma defesaça para evitar o gol.  Em nova chegada, Rentería cruzou na segunda trave e Matheus Babi furou, praticamente embaixo da trave. O Bahia arriscou de fora da área com Daniel, com muito perigo, e a bola passou rente à trave de Cavalieri.

O time alvinegro trocava passes, mas pecava na criatividade. Em um raro lampejo, Victor Luís acionou Rhuan na esquerda. O camisa 7 cruzou rasteiro e Rentería chegou batendo. A finalização desviou em Lucas Fonseca e foi para fora, em uma chance clara de gol.  Juninho Capixaba foi ao ataque e mandou uma bomba, mas muito alta.

Entretanto, no ataque seguinte, o lateral fez boa jogada e cruzou rasteiro com açúcar para Élber, livre, dentro da área, bater e ampliar para o Bahia. O Botafogo não desistiu e quase foi recompensado quando Caio Alexandre tentou cruzar e a bola tomou o caminho do gol. Douglas se esticou e salvou.

Mas quando Rhuan foi ao fundo e tocou para trás, encontrando Pedro Raul, o camisa 9 alvinegro chutou e colocou a bola no fundo das redes. Sem chances para Douglas. Nos acréscimos, Barrandeguy agrediu Rossi com um chute e foi expulso, matando a reação alvinegra e confirmando o primeiro triunfo do Bahia após nove jogos.

O Gol 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *