O Atlético Goianiense não quis saber muito da bola, mas se defendeu bem contra um pouco criativo Grêmio e venceu por 2 a 0 ao ser fatal e aproveitar as suas oportunidades. O Dragão deu aula de objetividade e aproveitou as bobeiras do Tricolor para construir a sua vitória. Igor Cariús e Marlon Freitas fizeram os gols do jogo.

Com a vitória, o Atlético subiu para a nona posição da Série A do Campeonato Brasileiro, com 37 pontos conquistados, Já o Grêmio segue em completa agonia, afundado na 19ª posição, com 26 pontos, e já trata o rebaixamento como uma provável realidade.

Grêmio domina, mas Atlético marca O Grêmio não se importou em estar fora dos seus domínios e foi propositivo a maior parte do tempo. Conseguiu sua primeira boa chance aos 10, quando Douglas Costa cruzou da direita, Thiago Santos ganhou no alto, mas cabeceou ao lado do gol. O Atlético Goianiense apostou na velocidade dos seus atacantes e ser objetivo para sair na frente.

Mas foi o Tricolor a continuar melhor e só não abriu o placar por falhar nas finalizações. Aos 18, Douglas Costa cruzou e Diego Souza na segunda trave cabeceou fraco e facilitou a defesa de Fernando Miguel. Pouco depois, Douglas Costa decidiu arriscar de fora da área e mandou com perigo rente à trave.

A pressão do Grêmio aumentou. Jean Pyerre teve boa chance para finalizar da entrada da área, mas vacilou e acertou a zaga. Aos 25, Douglas Costa arriscou mais uma vez de longe e parou em defesa de Fernando Miguel. A melhor chance da equipe gaúcha aconteceu aos 30, quando Villasanti ficou cara a cara com o goleiro do Dragão, que levou a melhor e fez importante defesa.

O Atlético Goianiense, que tinha perdido até mesmo a força no contra-ataque aproveitou um vacilo para abrir o placar. Aos 44, Marlon Freitas mandou para a área, Vanderson não fez o corte e Igor Cariús apareceu por trás, como surpresa, e com um toque de leve venceu Brenno. Dragão sai na frente.

Dragão implacável Com a derrota, o Grêmio voltou ligado para a segunda etapa, mas por muitos momentos a pressa foi inimiga e a equipe errou passes bobos e vacilou no último passe. Com isso, o Atlético Goianiense foi mais perigoso no contra-ataque, em finalização de Vanderson, que exigiu boa defesa e em chute cruzado de Arnaldo, com perigo ao lado do gol.

O Tricolor tinha a posse de bola, mas só conseguia trocar passes no primeiro terço do seu campo de ataque, dali em diante tinha uma muralha rubro-negra. Aos 22, uma verdadeira confusão, quando Paulo Miranda agarrou André Luís na área e foi expulso após revisão na cabine do VAR. Somente aos 26, Marlon Freitas foi para a bola e não desperdiçou.

O Atlético Goianiense que continuou perto de balançar as redes contra um abalado Grêmio. Brenno evitou o terceiro gol aos 31, quando após boa troca de passes no contra-ataque, João Paulo bateu da entrada da área e o goleiro mandou para escanteio. A torcida em Goiânia passou a dar seu show particular, com gritos de olé a cada passe do Dragão.

O Grêmio voltou a assustar na reta final. Aos 37, cabeçada de Borja após cobrança de escanteio passou com perigo ao lado do gol. Pouco depois, Fernando Miguel brilhou duas vezes ao fazer excelente defesa em chute de Luiz Fernando e em cobrança de falta de Campaz. Passado o susto, restou ao Dragão segurar a vitória e comemorar com sua torcida.

O Gol

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui