O Athletico Paranaense segue firme na briga por um espaço no G4 do Brasileiro. Neste domingo, o Furacão recebeu o Internacional, na Arena da Baixada, e, de forma eficiente, principalmente no primeiro tempo, venceu pelo placar de 2 a 1.

Com o resultado, o Furacão chega a 23 pontos, na quinta posição, e fica a um do Bragantino, que abre a zona de classificação direta para Libertadores. Do outro lado, o Colorado, que amargou uma grande decepção no meio de semana, permanece com 14 e ocupa o 13º posto.

Furacão abre vantagem Como de costume nos jogos na Arena da Baixada, o Athletico Paranaense foi intenso desde o primeiro minuto, adiantou suas linhas de marcação e criou problemas para saída de bola do Internacional.  A primeira grande chance do Furacão surgiu aos 21. Terans recebeu de Christian, girou para cima da marcação e bateu firme, levando perigo ao gol defendido por Daniel.

Do outro lado, o Colorado, mesmo com muita dificuldade para construir espaços perto da área adversária, deu sua resposta pouco depois. Mauricio acionou Edenilson, que cruzou na cabeça de Caio Vidal. O atacante apareceu com espaço, mas finalizou para fora.

Mais eficiente no ataque, o Rubro-Negro seguiu criando chances e abriu o placar. Aos 36, David Terans cobrou falta com muita categoria e colocou no ângulo de Daniel, que nada pôde fazer. Sem baixar a guarda, o Inter foi atrás do empate quatro minutos depois, com Caio.

Entretanto, após a análise do VAR, o lance acabou anulado por falta de Heitor em Vitinho na origem da jogada, ainda no campo de defesa A anulação do gol desestabilizou o Colorado, que acabou sofrendo um novo golpe ainda na primeira etapa. Aos 47, após cruzamento da esquerda, Cuesta não conseguiu o corte e a bola se ofereceu para Vitinho, que estufou as redes em Curitiba: 2 a 0.

Colorado melhora, mas não evita derrota Na volta do intervalo, o Internacional foi obrigado a sair mais para o ataque. Logo aos dois, Boschilia recebeu na intermediária e arriscou. A bola caprichosamente carimbou o poste de Bento. O Furacão tentou dar o troco com Nikão, mas foi o Colorado quem chegou às redes.

Aos 18, Yuri Alberto invadiu a área e dividiu com Nicolas, que colocou a mão na bola. Pênalti. Na cobrança, Edenílson bateu no canto e recolocou o Colorado na partida. No embalo, o time comandado por Diego Aguirre se manteve no campo ofensivo e esboçou uma pressão pelo gol de empate.

Aos 25, Boschilia apareceu pela esquerda e cruzou na cabeça de Thiago Galhardo, que testou para fora. Apesar das investidas da equipe gaúcho, o Athletico Paranaense manteve a defesa compacta, fechou bem os espaços e soube administrar a vantagem até os minutos finais: 2 a 1.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui