Athletico Paranaense é letal, vence o líder Galo no Mineirão e se afasta do Z4

O Atlético Mineiro teve a chance, na noite desta quarta-feira, uma grande oportunidade para se isolar ainda mais na liderança do Brasileirão. Diante do Athletico, no Mineirão, em jogo atrasado da sexta rodada, o desmantelado Galo, que acumula desfalques por um surto de Covid-19 no elenco, não foi páreo para o Furacão, que aproveitou as chances e venceu por 2 a 0.

Apesar da derrota, o time de Sampaoli, que também se recupera após testar positivo para o novo coronavírus, segue no topo do Campeonato Brasileiro, com 38 pontos, agora sem ter jogos a menos. Do outro lado, o Rubro-Negro paranaense chega a 25 pontos e dá um salto na tabela para a décima posição, se afastando da zona de rebaixamento.

Furacão abre vantagem O estudo foi a marca dos primeiros minutos de partida no Mineiro. Debaixo de muita chuva, o desfalcado Atlético tentou explorar a ligação direta da defesa para o ataque para agredir o adversário. Aos oito, Rabello lançou Zaracho, que ajeitou para Keno na entrada da área. O atacante pegou de primeira, mas errou o alvo.

Em resposta, o Furacão buscou acelerar suas transições ofensivas para encontrar espaços na defesa alvinegra. Aos 25, Renato Kayzer recebeu na área, passou pela marcação e bateu cruzado. A bola passou tirando tinta da trave. Com o passar do tempo, o time visitante foi buscando seu espaço na frente e abriu o placar. Erick recebeu boa bola pela esquerda, foi ao fundo e cruzou para trás.

Christian dominou com liberdade e finalizou para o fundo das redes. Logo na sequência, Arana quase empatou para os mineiros, mas Santos fez grande defesa. A noite era mesmo paranaense. Aos 44, Nikão recebeu pela direita e foi avançando sem ser incomodado. Na entrada da área, o meia arrumou para a canhota e bateu, com desvio, superando o goleiro Everson: 2 a 0.

Galo insiste, mas não evita derrota A volta do intervalo foi intensa no Largo da Pampulha. Logo nos primeiros minutos, o Galo assustou com Keno e Arana, e o Furacão respondeu em seguida com Nikão e Richard. Buscando descontar para voltar ao jogo, o Atlético, mesmo correndo risco de oferecer o contragolpe ao adversário, não abdicou de se lançar ao ataque.

Aos 20, Sasha dominou na área e mandou uma bomba. Santos, bem posicionado, fez excelente defesa. Com o passar do tempo, a força ofensiva dos donos da casa foi diminuindo, e o time da casa não ofereceu mais riscos à defesa paranaense, que, bem postada, neutralizou as ações mais acentuadas do Alvinegro.

Nos minutos finais, o Furacão ainda acumulou chances para marcar mais um, mas viu Everson fechar o gol. Fim de papo no Mineirão e grande vitória do Athletico Paranaense, que se afasta cada vez mais da zona de rebaixamento do Brasileiro.

O Gol 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *