Em jogo adiado da quinta rodada das eliminatórias da Copa do Mundo do Catar, a Argentina, em uma atuação segura, bateu o Uruguai por 3 a 0, e praticamente garantiu sua classificação para o mundial. Os gols do duelo foram marcados por De Paul, Messi e Lautaro.

A equipe é vice-líder do torneio com 22 pontos, sete a mais que a Colômbia, quinta colocada, e seis pontos atrás do Brasil, líder. Já o Uruguai, quarto, vê sua classificação ameaçada e é seguido de perto por Colômbia, com 15, e Paraguai, com 13 pontos, em 11 jogos.

Em jogo pegado, Argentina abre vantagem Como não poderia deixar de ser, o clássico entre Argentina e Uruguai começou pegado com as duas equipes brigando bastante. Quem começou assustando em Buenos Aires foi o time charrua, com Luisito Suárez.

O atacante do Atleti invadiu a área e bateu colocado, no rebote de Martínez, Valverde chutou forte para outra boa defesa do arqueiro Martínez. A primeira chegada argentina aconteceu aos oito. Messi, sempre ele, cobrou escanteio e achou Lo Celso. O meia fez o corte e bateu contra a meta de Muslera.

A bola passou raspando. O jogo continuou pegado e lá e cá. Depois de bom passe do ex-palmeirense Vinã, Suárez acertou um belíssimo voleio para outra defesa magistral de Martínez. Em bela roubada de bola de Romero, a posse fica com De Paul que faz o cruzamento para a área.

Lautaro Martinez se joga na bola para o chute e a bola passa muito perto da meta uruguaia. No lance seguinte, resposta do uruguaia. Viña faz bom cruzamento para Suárez, que acerta a trave. Na sobra, De La Cruz arrisca mais uma vez e a zaga afasta. Aos 32 minutos foi a vez da Argentina acertar a bola na trave.

De Paul passa para Lo Celso, que tira de Muslera e acerta o travessão. A bola ainda fica livre na área, mas a zaga acaba afastando. A insistência Argentina foi recompensada aos 37 minutos, e com um toque de sorte fundamental. Messi lançou de trivela Nico González na área.

O meia se esticou todo para tentar desviar a bola, sem sucesso, mas acabou por enganar o goleiro, que viu a bola morrer no fundo da rede. Logo depois, em bate-rebate na defesa do Uruguai, Messi e Lautaro erraram, mas na sobra a bola ficou com De Paul. O volante finalizou bem para bater Muslera e abrir o marcador para os donos da casa.

E não demorou muito para a Argentina aumentar o marcador. Messi tentou achar Nico González de trivela, o quique da bola acabou enganando Muslera e a bola morreu no fundo das redes do arqueiro charrua. 2 a 0 Argentina no último lance antes do intervalo. Argentina diminui ritmo, mas ainda assim aumenta a vantagem Assim como na primeira etapa, a Argentina começou dominando depois do intervalo.

O time de Lionel Scaloni, mesmo não chegando com tanta intensidade, era muito consciente em suas ações em campo com triangulações ofensivas lideradas Messi, Lo Celso e Lautaro Martínez. Mesmo com um ritmo mais lento baseada no controle da posse de bola, a Argentina aumentou sua vantagem aos 16 minutos. Depois de boa invertida de Messi para De Paul, o volante cruzou de prima, e achou Lautaro, que só enconstou para aumentar para os hermanos.

Grande troca de passes do time de Scaloni. Seis minutos depois, aos 22, nova boa jogada coletiva da Argentina. Depois de boa troca de passes, Joaquín Correa recebeu de Lo Celso e chutou. Mais uma boa defesa de Muslera. Com boa vantagem, o ritmo argentino diminuiu bastante.

Mas mesmo assim, liderada por Messi, a equipe ainda teve mais quatro chances antes do fim da partida. Duas com Di María, e outras duas com o próprio Lionel Messi, em chutes de longa distância. Já o Uruguai, que começou bem, acabou sentindo os dois gols tomados no fim do primeiro tempo e não teve forças, nem peças, para reagir no placar.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui