A Portuguesa dominou um Fluminense recheado de meninos e venceu com facilidade no Maracanã, por 3 a 0, pela segunda rodada da Taça Guanabara.  A equipe da Ilha do Governador lidera a competição com 100% de aproveitamento, após ter também vencido na primeira rodada o Vasco.

O Tricolor é um dos únicos três ainda sem pontuar.  Ganso e os meninos Os “Meninos de Xerém” tinham um maestro: Paulo Henrique Ganso. O meia era a figura mais experiente mandada a campo por Aílton. E o desempenho no primeiro tempo foi razoável.  O começo foi de domínio da Portuguesa, que ameaçou diversas vezes até abrir o placar.

Hugo Cabral fez a jogada de fundo e Romarinho apareceu para concluir: 1 a 0.  As melhores jogadas tricolores no restante do primeiro tempo foram de Ganso. Logo depois do gol, o meia deu trabalho para Neguete. Em seguida, enfiou grande bola para Gabriel Teixeira parar no goleiro.

A chance mais clara do Fluminense no primeiro tempo surgiu de um passe de Ganso, que deu de bandeja o gol para Samuel. O atacante, porém, perdeu um gol inacreditável.  O Tricolor continuou apertando no restante do primeiro tempo e deu trabalho para Neguete, mas o goleiro conseguiu manter a vantagem lusitana até o intervalo.  A derrocada O segundo tempo foi de derrocada para o Fluminense, que caiu ladeira abaixo.

A Portuguesa fez bela jogada aos sete minutos, e Emerson Carioca completou cruzamento de Watson para abrir 2 a 0.  Os tricolores sentiram o gol, e logo saiu o terceiro, que se iniciou em uma perda de bola de Ganso (que foi culpa também do passe no fogo de Rafael Ribeiro).

Chay recebeu de Romarinho e deixou o dele.  Everton Heleno ainda quase marcou o quarto, mas uma goleada seria um castigo demais para o Fluminense, que segue sem vencer no Carioca, que é dominado por uma zebra lusitana.

O Gol

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui