É CAMPEÃO! Depois de longos 120 minutos e uma intensa disputa de pênaltis, o Liverpool sagrou-se como campeão da Copa da Inglaterra pela oitava vez, na tarde desse sábado (14), no Wembley. No tempo regulamentar e na prorrogação, os ataques não foram capazes de tirar o zero do placar. Nas penaliades, melhor para os Reds, que venceram por 6 a 5, com uma cobrança defendida por Alisson.

Final equilibrada Chelsea e Liverpool não deixaram a desejar e fizeram um primeiro tempo digno de final de Copa da Inglaterra. As duas equipes criaram boas oportunidades e ficaram próximas de abrir o placar no Wembley.  A primeira grande chance do jogo surgiu logo aos oito minutos.

Alexander-Arnold deu um passe de três dedos espetacular para Luis Díaz, que invadiu a área e tentou chutar na saída de Mendy. O goleiro senegalês fez boa defesa para salvar o Chelsea.  Sete minutos depois veio a resposta do Chelsea. Lukaku protegeu a bola dentro da área, e na sobra Pulisic chuta de primeira.

A finalização passou muito perto do gol de Alisson.  O Chelsea voltou a ficar perto de abrir o placar, dessa vez com Marcos Alonso. Pulisic arrancou e tocou na medida para o lateral espanhol, que saiu de cara com o gol e finaliza, mas Alisson fez grande defesa para livrar os Reds.

No lance, o goleiro brasileiro acabou sendo acertado pelas travas da chuteira do adversário e precisou ser atendido.  O grande baque para o Liverpool veio aos 32 minutos. Mohamed Salah precisou sair de campo após se lesionar. O egípcio foi substituído pelo português Diogo Jota.  Várias emoções, mas nenhum gol Assim como o primeiro tempo, a segunda etapa também não deixou a desejar.

Chelsea e Liverpool empilharam chances de abrir o placar. Logo com um minuto, Alisson foi obrigado a fazer mais uma ótima defesa em chute de Pulisic, para salvar os Reds.  Um minuto depois, Marcos Alonso acabou sendo parado pelo travessão. O lateral espanhol cobrou falta direto no gol de Alisson, que foi enganado e viu a bola explodir no poste superior da meta. Depois de duas chegadas do Chelsea, o Liverpool respondeu e passou a dominar a etapa final.

Luis Días e Diogo Jota tiveram duas oportunidades semelhantes, mas em ambas o chute cruzado acabou indo para fora, passando próximo a trave.  Já nos minutos finais do jogo, a dupla Luis Díaz e Diogo Jota voltou a assustar o Chelsea. O colombiano acabou acertando a trave esquerda de Mendy aos 37, enquanto o português, no minuto seguinte, acertou o poste direito dos Blues.

Zero a zero persistiu na prorrogação  Diferente do tempo regulamentar, Chelsea e Liverpool pouco produziram na prorrogação. O cansaço pareceu dominar ambas as equipes, que não tinham mais forças para atacar com aquele ímpeto intenso dos 90 minutos. Dessa forma, o jogo partiu para as penalidades.

Liverpool leva a melhor nas penalidades Assim como na Copa da Liga, Chelsea e Liverpool protagonizaram uma intensa disputa de pênaltis, e o resultado também se repetiu. Os Reds acertaram seis cobranças, enquanto os Blues apenas cinco, e levaram o título da Copa da Inglaterra. O goleiro brasileiro Alisson defendeu uma penalidade.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui