Fábrica da Mercedez-Bens em São Bernardo do Campo (SP)Divulgação

escalada de casos e mortes por causa da covid-19 afetou a produção de veículos de mais 3 montadoras. A Mercedes-Benz anunciou que as fábricas de São Bernardo do Campo (SP) e Juiz de Fora (MG) ficarão sem produzir de 26 de março a 5 de abril. A Scania também interromperá a produção em sua fábrica de São Bernardo na mesma data.

As duas empresas afirmam ter adotado as medidas para diminuir a circulação de pessoas no período e administrar a falta de peças e componentes em virtude das restrições de movimentação. Ambas manterão as concessionárias e suas oficinas em funcionamento, com exceção das localizadas em locais em que há orientação de encerramento das atividades pelo poder público

A Mercedes anunciou ainda que, no retorno das atividades, concederá férias coletivas para grupos alternados de funcionários. “Assim, teremos um grupo de produção menor mantendo os protocolos de distanciamento, mas continuaremos a atender os nossos clientes com nossos produtos e serviços”, informou em nota (49 KB).

Já a Volvo começou nesta 3ª feira (23.mar.2021) a redução da produção de caminhões em sua planta de Curitiba. A medida se estenderá até o fim do mês. “O motivo é o alto nível de instabilidade na cadeia –global e local– de abastecimento de peças, principalmente semicondutores, combinado com o agravamento da pandemia”, informou a montadora também em nota (67 KB).

A empresa informa, porém, que manterá o trabalho presencial dos profissionais que atuam na produção de ônibus, de caminhões (parte), no serviço de atendimento emergencial a veículos Volvo, e na distribuição de peças para concessionárias. A companhia está mantendo 1.500 funcionários administrativos em regime de home office por tempo indeterminado.

O anúncio das montadoras acompanha a decisão da Volkswagen, que decidiu na 6ª feira (19.mar) paralisar por 12 dias sua produção a partir de 24 de março.

Eis a íntegra da nota da Scania:

“A Scania anunciou nesta 2ª-feira, dia 22 de Março, que realizará uma Parada Programada de Produção, com início em 26 de Março e com retorno no dia 05 de Abril.

A decisão foi tomada, em conjunto com os representantes dos colaboradores, em virtude de uma combinação de fatores, entre eles o apoio para diminuir o número de pessoas circulando durante o período de antecipação dos feriados na Região de SP e do Grande ABC e as dificuldades na estabilidade da cadeia de suprimentos.

A empresa ressalta que integra um dos setores essenciais para a sociedade – Indústria do Transporte e Geração de Energia – o que nos coloca a responsabilidade de nos manter na linha de frente, com foco no abastecimento de itens de primeira necessidade, apoiando nossos clientes em suas atividades.

Reforça ainda que que foi a primeira montadora a retornar ao trabalho em Abril de 2020, no início da pandemia, com o sistema de produção adaptado aos mais rigorosos protocolos de saúde e higiene sanitária. E mantém o seu compromisso com o bem-estar dos colaboradores e da sociedade, oferecendo suporte à cadeia a qual pertence, aos clientes e sobretudo com a provisão de suprimentos a população.

As Concessionárias Scania e suas respectivas oficinas permanecem em funcionamento, com exceção daquelas localizadas em estados ou cidades em que há orientação de encerramento das atividades pelo poder público. As casas que continuam em atendimento permanecem adotando rígidos protocolos de higiene e segurança.”

Poder360

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui