Foto: Reprodução

Um agente foi indiciado por facilitação culposa de um dos acusados de ser mentor do crime conhecido como Barbárie de Queimadas.

No crime, cinco mulheres foram estupradas e duas delas mortas porque reconheceram os agressores.

O detento Eduardo dos Santos Pereira (foto), que foi condenado a 108 anos de prisão, foi acompanhado pelo agente até o almoxarifado e fugiu pela porta lateral da Penitenciária de Segurança Máxima Doutor Romeu Gonçalves de Abrantes, em João Pessoa.

Um procedimento administrativo vai apurar a facilitação de fuga do detento.

Paraíba Online 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui